Patrocínio
Entender

Combustível adulterado é o maior inimigo do motor

Saiba quais são os sinais de que a gasolina ou o etanol receberam misturas proibidas

2 minutos, 41 segundos de leitura

14/01/2022

combustivel adulterado
Foto: Getty Images

O combustível adulterado é o inimigo número um dos motores dos automóveis. Abastecer o tanque com gasolina ou etanol com misturas proibidas é uma ameaça que pode pesar no bolso do usuário. 

“O combustível irregular, que tem água, solventes e outras substâncias, prejudica a combustão do motor e causa uma série de problemas”, diz o engenheiro Marco Barreto, coordenador do curso de mecânica automotiva da Pós-Graduação Centro Universitário FEI. 

Os efeitos podem ser imediatos. Pouco tempo depois de sair do posto de serviço que usa combustível “batizado”, o motorista já percebe a perda de potência do automóvel. 

Trabalhando de forma inadequada, o motor aumentará o consumo e haverá também contaminação do óleo, carbonização e depósito de resíduos e entupimento dos bicos injetores, tornando o prejuízo ainda pior. “Em alguns casos, é preciso trocar a bomba de combustível”, afirma Barreto.

Uma das recomendações do engenheiro é que o motorista, ao perceber que foi vítima da fraude do combustível, vá imediatamente a um posto de bandeira confiável para abastecer com gasolina aditivada. “Ela ajuda a limpar o tanque, diluindo a gasolina ou o etanol ruim”, explica. 

Veja seis sinais de que o combustível está adulterado:

1. Preços baixos

Desconfie sempre de postos com preço do litro do combustível bem abaixo do praticado pelo mercado.

Não há milagre: é muito provável que o estabelecimento, geralmente de bandeira desconhecida, esteja adulterando o combustível oferecido nas bombas. Fuja desses lugares.

2. Luz do motor

A luz de alerta com o ícone de um motor no painel indica algum problema no sistema de injeção eletrônica. A causa pode ser combustível adulterado.

O sistema, que controla a admissão de combustível e calcula a porcentagem de mistura com ar, detecta problemas ao trabalhar com etanol ou gasolina com composição irregular. 

Combustível “batizado” não é o único motivo que faz a luz acender, mas é uma pista importante. Se isso acontecer depois de abastecer o tanque, a razão pode ser combustível misturado com outro produto não reconhecido pela sonda lambda.

3. Perda de potência

Perda de potência repentina é outro indício de combustível contaminado.

O carro custa a atingir uma velocidade elevada e o torque já não é o mesmo, ou seja, o desempenho do automóvel está comprometido.

4. Motor beberrão

Se a média de consumo do carro aumentar sem nenhuma explicação, saiba que o combustível adulterado adora deixar o motor mais “beberrão”.

5. Óleo contaminado

Mudanças nas características do óleo que saiu do cárter também são sintomas de adulteração do combustível. Isso acontece por causa da existência de solventes na gasolina ou de excesso de água no etanol.

6. Carro começa a dar ‘soquinhos’

O carro começa a dar pequenos “soquinhos” e o motor passa a falhar, como se estivesse engasgando. Isso ocorre porque os elementos impróprios do combustível já tomaram conta do sistema, prejudicando o funcionamento do veículo.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

Espaço do patrocinador

Com Você. Sempre.

Conheça mais de nossos produtos.

VER AGORA