Voltar

Embaixadores

Marcello von Schneider

Diretor da divisão de ônibus e caminhões elétricos da BYD Brasil

Inovação

A transformação verde na mobilidade

A mobilidade elétrica está presente ao redor do mundo com entregas de milhares de ônibus 100% elétricos

28/09/2020 - 2 minutos, 51 segundos


Ônibus de mobilidade sustentável
Foto: Divulgação

“A mobilidade elétrica, que ainda soa como uma novidade no Brasil, acaba de dar um grande passo com o projeto inovador da cidade de São José dos Campos (SP), que terá, ainda em 2021, o primeiro corredor expresso com ônibus articulados 100% elétrico do País.

Leia mais:
Los Angeles estuda adotar tarifa zero no transporte coletivo
Produção de baterias para carros elétricos é suficiente?
Fiat 500 elétrico tem nova versão na Europa

O Projeto Linha Verde irá integrar ao sistema 12 veículos sustentáveis, com zero emissão de gases poluentes, que vão cruzar as áreas mais populosas da cidade. Além de um design inovador, os ônibus 100% elétricos movidos a bateria proporcionam maior bem-estar para a população com uma redução drástica no ruído e com a completa eliminação de CO2 em sua operação. 

As cidades de São Paulo e Campinas, com as maiores frotas do País, são a prova mais contundente de que a mobilidade elétrica não é mais objeto de desejo e de estudo para o futuro, e já pode ser uma realidade também no Brasil. A mobilidade elétrica está presente ao redor do mundo com entregas de milhares de ônibus 100% elétricos. E, mesmo em meio à pandemia, o ano de 2020 está sendo marcado por centenas de entregas em países como Alemanha, Londres, Madri, Noruega, Chile, entre outros. 

Modernidade em São José dos Campos

Nesse sentido, São José dos Campos se integra aos grandes projetos de mobilidade modernos do mundo. Em um eixo sustentável de 75 mil metros quadrados e 14,5 quilômetros de extensão interligando as regiões sul e leste, a Linha Verde inclui urbanização ao longo do corredor expresso, quatro praças e ciclovia.

Quando se fala em um ônibus elétrico, se pensa em projeto inovador, e o primeiro articulado 100% elétrico do Brasil será um marco nesse quesito. Diversos itens tecnológicos e de segurança, como câmeras que substituem retrovisores, luzes de LED, wi-fi, USB e um inédito sistema de imunização, com UV-C de desinfecção do ar instalado no ar-condicionado e acabamento com aditivos antimicrobianos. Com isso, a Linha Verde passa a ser o primeiro sistema de transporte urbano no País com biossegurança.

Eficiência e rapidez

O Brasil é um importante mercado no setor de transportes urbanos mundial e não podemos permitir que o País fique para traz no processo de eletrificação da mobilidade. Os veículos elétricos têm se mostrado a forma mais eficaz e rápida das grandes cidades na busca por veículos sustentáveis que auxiliem no combate à poluição, com a não emissão de gases poluentes. Os ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada ônibus comum a combustão consome 90 litros de diesel em um dia de operação. Sendo assim, cada ônibus elétrico evita a emissão de 110 tonelada/ano de CO2 na atmosfera.

Dessa forma, é muito importante que os Estados e municípios pensem e criem incentivos fiscais e linhas de financiamento como uma política integrada e estruturada que viabilizem a eletromobilidade. Se analisarmos tanto as iniciativas no Brasil quanto as de maior porte na Europa e na América Latina, todas, sem exceção, partiram de iniciativas do poder público por meio de incentivos fiscais ou de projetos que aliam novas tecnologias com preservação do meio ambiente.”

Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
1 Comentário

  • ANTONIO FERRO - Há 6 dias

    O Brasil é um rico campo para desenvolver as tecnologias limpas, não só a tração elétrica.
    Antônio Ferro editor da revista AutoBus

  • Você precisa estar logado para comentar.
    Faça o login