Inovação

Estudo inovador analisa os municípios mais inteligentes e conectados do Brasil

Realizado anualmente desde 2015,
o Ranking Connected Smart Cities mapeia cidades com maior potencial de desenvolvimento, de acordo com indicadores de inteligência, conexão e sustentabilidade

2 minutos, 47 segundos de leitura

01/09/2021

Imagem: Getty Images

O Ranking Connected Smart Cities é a mais completa pesquisa sobre cidades inteligentes do País. Feito desde 2015, o estudo segue metodologia própria, elaborada pela Urban Systems, em parceria com a Necta, e coleta dados e informações de todos os municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes.

Nesta edição, foram incluídos quatro municípios, na comparação com a edição passada: Pontal (SP), Cabreúva (SP), Bocaiúva (MG)
e Macaúbas (BA). No total, neste ano, foram 677 cidades avaliadas:

  • 49 delas têm mais de 500 mil habitantes
  • 277 possuem de 100 mil a 500 mil moradores
  • 351 municípios têm de 50 mil a 100 mil habitantes

O objetivo é mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil por meio de indicadores que retratem inteligência, conexão e sustentabilidade.

75 INDICADORES

O resultado é apresentado em quatro frentes: posição geral, por eixo
temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto
pelos seguintes eixos temáticos: Economia, Educação, Empreendedorismo, Governança, Meio Ambiente, Mobilidade e Acessibilidade, Saúde, Segurança, Tecnologia e Inovação e Urbanismo. No total, 75 indicadores foram utilizados para análise e pontuação de todos os 677 municípios.

MELHORIAS ÀS CIDADES

A análise dos indicadores e a comparação entre municípios impulsionam, também, uma saudável competição entre gestões públicas.

“Nestes sete anos de atuação, a Plataforma Connected Smart Cities tem desempenhado papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação, tendo como objetivo fundamental tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas”, comenta Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

Para Thomaz Assumpção, presidente da Urban Systems e parceiro da Plataforma Connected Smart Cities, o ranking vem, ano a ano, auxiliando as cidades a entenderem seu nível de desenvolvimento inteligente e sustentável ao oferecer parâmetros para que possam planejar e criar estratégias para se tornarem mais humanas e propiciar maior qualidade de vida a seus habitantes.

“A edição deste ano, mesmo com as alterações de indicadores, traz vários resultados que refletem as soluções já implantadas, apontando que alguns municípios permanecem em posições de destaque. Isso mostra que estão no caminho de trazer qualidade de vida a seus habitantes, enquanto outras, mesmo com alteração no estudo, permanecem distante das posições ideais e precisam olhar com atenção ao planejamento da cidade”, diz Assumpção.

SOBRE O ESTUDO

O ranking foi criado pela Necta e Urban Systems, por meio de metodologia própria e exclusiva. Durante a pesquisa, os indicadores são pensados e estudados para atender a um dos 11 setores ou eixos da pesquisa.

Entretanto, devido à abrangência das informações e a conectividade existente entre os setores abordados, parte dos indicadores que compõem essa pesquisa é utilizada em mais de um setor de análise, por agregar valor não apenas a seu setor original ou principal como também a outro.

A metodologia própria usada para a ponderação de indicadores é denominada Índice de Qualidade Mercadológica (IQM) e seu cálculo permite que se parta de valores específicos de cada informação, que variam em natureza, complexidade e unidades de medida, para chegar a valores ponderados.

Para mais informações, acesse: ranking.connectedsmartcities.com.br

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login