Inovação

Frotas elétricas com IA trazem mudanças à mobilidade brasileira

Unindo forças, nasce um ecossistema composto por empresas da infraestrutura de energia e tecnologia de mobilidade que permitirá conectar pontos de recarga a uma plataforma única

3 minutos, 9 segundos de leitura

26/03/2021

mobilidade e inteligência artificial
Foto: iStock

A inteligência artificial (IA) e os dados gerados pelas primeiras frotas elétricas e conectadas do País estão alavancando o ecossistema e prometem fazer de 2021 um ano de grandes mudanças na mobilidade brasileira.

O ano de 2020 marcou o início do ecossistema da mobilidade elétrica brasileira, o período permitiu priorizar e evoluir a transformação digital de frotas, de cidades inteligentes, da internet das coisas e tantos outros projetos que olham para a chegada de veículos eletrificados e do 5G ao Brasil.

Nova realidade

Diante desse cenário, este ano promete. Logo no início de janeiro, a montadora Ford Motors anunciou o fechamento de fábricas no Brasil para otimizar a produção na América Latina, com foco nos veículos elétricos e na conectividade das novas linhas.

As fusões das big techs com empresas de energia e montadoras nos projetam um ano game changer, que torna real a mobilidade hiperconectada, atraindo novos modelos de negócios e investidores ao mercado de startups focadas nos impactos positivos do segmento B2B de grandes centros e, principalmente, na sociedade.

Ainda em 2020, um fato curioso ressalta a eficiência da segurança dos elétricos. Na cidade de Curitiba, no Paraná, o carro elétrico da marca JAC, modelo V40, foi roubado e resgatado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), pois os ladrões não sabiam que o veículo era elétrico e tentaram abastecer com gasolina. 

No caso de frotas corporativas, além dos sistemas de conectividade originais de fábrica, existem mais dispositivos que indicam a localização do veículo em tempo real, possibilitando interação com o condutor e desligamento remoto. Tecnologia brasileira que resolverá em escala questões de segurança que impactam os grandes centros urbanos.

Tecnologia

Em uma conversa recente sobre o tema com Gabriel Pereira, CEO da startup InfraSolar, que faz parte do hub de startups da U/Energy, braço de energia da Ucorp.app, Falamos sobre como a combinação de técnicas de inteligência artificial com big data analytics para analisar e cruzar dados de comportamento dos seus usuários, os chamados smart drivers, pode gerar mudanças significativas nas cidades.

Com o uso da inteligência artificial, vamos ajudar empresas a obter visibilidade dos dados de utilização de energia elétrica em tempo real, reduzir custos operacionais e promover a mobilidade elétrica nas frotas corporativas

Unindo forças, nasce um ecossistema composto por empresas da infraestrutura de energia e tecnologia de mobilidade que permitirá conectar pontos de recarga a uma plataforma única. Dessa forma, indica a previsão de demanda de energia para recarga em bases de carregamento de veículos elétricos por microrregião que grandes empresas operam.

Com isso, podemos prever, para o primeiro trimestre, que o foco das grandes empresas e multinacionais será desenvolver e implementar um planejamento de mobilidade corporativa e elétrica, denominado pela sigla (PMC/E), de alta performance, como complementar aos movimentos de transformação digital.

Essa plataforma permitirá mais segurança nos deslocamentos, mapeando locais com alto índice de acidentes e, dessa forma, gerando alertas, bem como indicando onde e quando carregar os veículos com eficiência, além da predição da necessidade de manutenção, o que permite reduzir custos, tendo em vista que projetos de eletrificação de frota têm um TCO (total cost ownership) diferente de frotas com veículos com motores a combustão.

Outros diferenciais importantes são redução da emissão de gases do efeito estufa, que diminui outros investimentos para a neutralização do carbono, além do custo do seguro, que tende a ser mais barato, e, obviamente, economia na compra de combustíveis.

Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login