Buscando sugestões para:


Inovação

Multimodais constroem novos vetores de urbanização

O tema será debatido no Parque de Mobilidade Urbana, em São Paulo, em junho

1 minuto, 47 segundos de leitura

19/01/2022

jovem com bicicleta esperando o trem
O tema será debatido no Parque de Mobilidade Urbana, em São Paulo, em junho. Foto: Getty Images

A nova etapa do desenvolvimento metropolitano é caracterizada pela transição ao modo de produção tecnológico, potencializando a construção de novos vetores de urbanização. As redes de mobilidade articulam o acesso a diferentes localidades, permitindo ou não um acesso mais democrático à cidade. Nesse sentido, o papel da multimodalidade está na maior capacidade de adaptar e articular diferentes setores do espaço urbano, proporcionando maior acessibilidade.

De acordo com dados da Associação Nacional dos Detrans, o Brasil possui uma circulação média de 45 milhões de veículos – cerca de um automóvel para cada 4,4 habitantes. Apesar disso, pesquisa realizada pela Grow, empresa resultante da fusão entre a brasileira Yellow e a mexicana Grin, aponta que 47% das pessoas preferem utilizar bicicleta para fazer o trajeto até o trabalho ou para se deslocar pela cidade.

Big Data e tecnologia

Ainda segundo a pesquisa, cerca de 57% das viagens de bicicleta e 37% das viagens de patinete são integradas com outros modais de transporte, sendo que, entre os ciclistas, 30% utilizaram o metrô, 16% o trem e 21% o ônibus. Essa interligação só é possível graças aos diferentes aplicativos que proporcionam uma análise de rotas, com a utilização de Big Data, trazendo maior segurança ao usuário que deseja trocar de transporte no meio do trajeto.

Nesse sentido e para dar trazer esse tema ao debate, a plataforma Connected Smart Cities e o Mobilidade Estadão se unem, entre os dias 23 a 25 de junho, no Parque da Mobilidade Urbana (PMU), no Memorial da América Latina, em São Paulo, para promover deslocamentos inteligentes, sustentáveis e disruptivos. O evento contará com um espaço destinado à mobilidade multimodal, proporcionando a experiência mais concreta do evento.

Os participantes devem se inscrever pelo site e dizer como é possível vir ao PMU (no Memorial da América Latina) utilizando, no mínimo, três modais, preferencialmente, compartilhados, podendo ser elétrico, ativo e coletivo. Ao chegar ao evento, os participantes deverão publicar, no mural, a experiência dos meios que foram utilizados e, ao final, ganharão um presente exclusivo da organização.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login