Meios de transporte

Respondemos as principais dúvidas sobre carros elétricos

Será que dá choque? É caro manter um veículo elétrico? Confira a resposta para essas e outras dúvidas sobre os autos movidos a eletricidade

3 minutos, 41 segundos de leitura

21/10/2021

Por: Redação Mobilidade

Renault Zoe é uma opção entre os carros elétricos
O carro elétrico Renault Zoe é vendido no Brasil desde 2018. Foto: Divulgação/Renault

Os carros elétricos estão cada vez mais comuns nas estradas brasileiras. Apesar de ainda representarem 1,5% da venda de automóveis, até julho de 2021, 17.524 unidades saíram das lojas, sendo 16.602 híbridos e 922 elétricos. 

Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que ainda prevê a venda de  30 mil unidades até o final do ano. Se confirmada, a procura por carros elétricos apresentará alta de 52% em relação às 19,7 mil unidades vendidas em 2020. 

Com a lenta, porém progressiva popularização dos elétricos, dúvidas sobre o assunto não faltam. Respondemos as mais comuns abaixo. 

1- É possível carregar o carro elétrico em casa? 

Sim, os carros elétricos vêm com carregador cujo conector geralmente é compatível com tomada residencial de 220v. 

2- Demora muito para carregar a bateria do carro elétrico? 

Dependendo do tamanho e especificações da bateria e do carregador utilizado, os veículos elétricos levam, em média, 24 horas para obter a carga total quando carregados em tomada comum residencial. Já em eletropostos mais rápidos, 80% da carga pode ser obtida em 30 minutos. 

3- Quanto tempo dura a bateria? 

Depende do modelo do carro elétrico e do quanto o motorista segue as orientações do fabricante para evitar desperdícios na condução. Em geral, com 100% de bateria recarregada é possível rodar 200 Km. 

4- O que fazer se a bateria acabar no meio da estrada? 

O mesmo a se fazer caso o carro fique sem combustível: solicitar o reboque do automóvel, que é feito nas mesmas condições do veículo a combustão. 

5- É necessária habilitação específica para dirigir um carro elétrico? 

Não. O condutor do carro elétrico deve ter habilitação categoria B, a mesma exigida para dirigir carros a combustão. 

6- Há risco de a bateria acabar em um congestionamento? 

O risco existe se a bateria estiver com carga baixa. Mas é preciso saber que, quando parado em um congestionamento, o carro elétrico consome o mínimo de bateria para manter os equipamentos utilizados ligados, como sistema de som, ar-condicionado e faróis. É diferente dos carros a combustão, que mesmo parados continuam consumindo combustível. 

7- O carro elétrico pode ser lavado normalmente? 

Sim. Durante seu desenvolvimento, os carros elétricos passam por simulações de lavagem e chuva para assegurar que não serão danificados quando em contato com a água. Portanto, podem ser lavados como o carro convencional e ainda circular em dias chuvosos. 

8- Qual é a diferença entre o carro elétrico e o carro híbrido? 

O veículo 100% elétrico possui um motor que converte energia elétrica em movimento, para girar o eixo do carro e fazê-lo funcionar. Já um híbrido tem dois motores distintos, complementares, sendo um elétrico e outro a combustão. Ou seja, esse carro precisa de energia elétrica e também de combustível (gasolina, álcool, etc.) para se movimentar.

9- Os carros elétricos atraem raios? O que acontece se forem atingidos por um? 

Não, os carros elétricos não atraem raios. Os veículos são vedados e não oferecem nenhum risco aos ocupantes em caso de quedas de raios. 

10- Carros elétricos podem dar choque? 

Não, porque os componentes ficam isolados e vedados para evitar esse problema, inclusive durante a lavagem do carro ou na condução em dias chuvosos. 

11- A bateria do carro elétrico pode ficar viciada? 

Essa é uma das maiores dúvidas sobre carros elétricos. A resposta é não, porque a bateria é feita de íons de lítio, que permitem a recarga a qualquer momento, mesmo que não esteja totalmente descarregada.

12- A manutenção do carro elétrico é cara? 

Não. A manutenção é mais barata do que a de um carro a combustão, porque o elétrico tem um número bem menor de peças no conjunto mecânico. E outros componentes do carro convencional sequer existem no carro elétrico. Os custos podem ser 50% menores em veículos pesados e 30% nos leves, de acordo com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE).

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login