Voltar
Meios de transporte

Locação de caminhão é realidade para o pequeno frotista e caminhoneiro autônomo

Com a alta demanda por locação de caminhão, empresas do segmento miram pequenos transportadores e caminhoneiros autônomos

Andrea Ramos

11/11/2020 - 5 minutos, 2 segundos


Locação de caminhão é realidade para o pequeno frotista e caminhoneiro autônomo
Crédito: Mercedes-Benz/Divulgação

A crise provocada pelo novo coronavírus levou muitos frotistas a optarem pela locação de caminhão. A falta de crédito, em razão da insegurança do setor financeiro, não é de hoje um grande entrave para transportadoras de pequeno porte ou mesmo autônomos renovarem seus veículos.

Leia mais:
Gestão de frota: comprar, alugar ou terceirizar
Comércio eletrônico faz crescer procura por caminhões semileves
Por uma frota nacional mais segura e sustentável

Em razão disso, empresas do setor de locação estão diversificando sua oferta de serviços. E estão incluindo o pequeno transportador e o caminhoneiro autônomo entre o público-alvo.

LM Frotas e a Marbor Frotas Corporativas, por exemplo, oferecem o serviço de locação de caminhão para autônomos, micro e pequenos frotistas.

Diretor-presidente da LM Frotas, Ricardo Soeiro, (foto abaixo) explica que o pequeno frotista e o caminhoneiro autônomo, quando fecham um contrato de prestação de serviço, este se torna mais duradouro quando o veículo é novo. E, com a locação, o cliente encontra essa vantagem de ter um caminhão recém-adquirido. Se o contrato for mais longo, o locatário paga menos pelo aluguel. Outro atributo é que no perfil de operação desses clientes, os veículos geralmente não são usados com severidade. E isso também reflete no preço final do aluguel, que se torna mais convidativo.

“Quanto maior o prazo da locação e menor a severidade com a qual o veículo for usado, menor também será o valor mensal do aluguel. É um serviço diferenciado e que pode trazer vantagens ao pequeno empresário”, completa Soeiro.

De acordo com o executivo da LM, o valor do aluguel pode chegar a ser 20% mais econômico em relação ao valor da prestação de um veículo zero-quilômetro. Seja pela modalidade de financiamento ou por consórcio.

Em tempos de crise, com locação de caminhão sobra para investir

“Quando o pequeno empresário nos contata, ele leva os benefícios de um veículo mais novo, sem precisar estar focado na gestão da frota, porque nós cuidamos disso. A função dele é se concentrar na sua atividade de transporte. IPVA, licenciamento, multas de trânsito ou qualquer assunto relacionado ao caminhão é gerido pela locadora”, diz o diretor da Marbor Frotas Corporativas, Renato Vaz (foto abaixo).

Ao empresário fica apenas o custo fixo da mensalidade. Soeiro lembra que, dessa forma, o cliente desmobiliza ativos para investir no seu negócio.

O serviço da LM Frotas também está disponível para pessoa física. Para a aprovação do contrato, além da análise de crédito convencional, o cliente deve apresentar o comprovante de imposto de renda. Para pessoas jurídicas, a análise é feita pelo CNPJ.

Ricardo Soeiro explica ainda que oferecer a locação para caminhoneiros e pequenos frotistas foi possível porque, como locadora, a LM tem poder de compra nas montadoras por adquirir grandes lotes de veículos. Para se ter uma ideia, para atender às pequenas frotas, a empresa se provisionou com 200 caminhões.

“Nossa ideia é repassar esses benefícios para o cliente. Por isso, oferecemos uma alternativa para os pequenos empresários e caminhoneiros autônomos que não têm CNPJ”, acrescenta o executivo da LM.

Vaz, da Marbor, acrescenta que o pequeno transportador não tem poder de barganha para comprar um veículo com condições especiais. O mesmo ocorre para compra de lote de pneus ou outros insumos. Por isso, a locação de caminhão tem tudo para crescer entre esse público.

“Quando esse empresário ou autônomo aluga um caminhão, ele passa a entrar na escala da locadora. E os benefícios vêm juntos”, completa Vaz.

Locação ajuda na renovação e na gestão profissionalizada da frota

O executivo da Marbor enxerga a locação como ferramenta capaz de fomentar a aceleração da renovação de frota. E, por essa razão, as empresas do segmento estão achando formas de equalizar a prestação de serviços direcionados ao microempresário.

Vaz explica que a oferta do serviço é igual para o grande e para o pequeno empresário. Mas, muitas vezes, é o frotista de pequeno porte que acaba se beneficiando dos serviços ofertados pelas locadoras. Por ter uma estrutura mais simples, é mais fácil de esse empresário deixar a gestão da frota para locadora, em vista de uma grande empresa que já possui uma gestão profissionalizada em razão de já ter tido ou ainda ter parte da frota própria.

Por outro lado, é também o microempresário e autônomo os profissionais com mais dificuldade de desenvolver gestão de frota. Esse serviço também pode ser contratado no momento da locação. E, segundo Vaz, não altera tanto o valor da locação.

Entre os serviços ofertados estão programas de análise de motoristas, treinamento e entrega de relatórios, por exemplo.

“A grande diferença entre a locação e o financiamento convencional é que, na locação, o cliente leva um pacote de serviços que pode dar retorno sem que ele tenha que se preocupar com frota”, diz Renato Vaz.

Perfil da frota

O cliente terá acesso a qualquer veículo, caminhão e implemento. São diferentes marcas e modelos ofertados, de capacidades e aplicações variadas. Para rodar dentro ou fora de estrada.

No entanto, na visão de Soeiro, o perfil do microempresário que vai adquirir o serviço é aquele que atua nas grandes capitais e utilizam caminhões semileves e leves. E, para atender às operações dos caminhoneiros autônomos, o perfil da frota é de caminhões rodoviários de maiores capacidades, de semipesados a pesados.

Outro diferencial do serviço para esse público é a flexibilidade para personalizar o caminhão conforme a necessidade. O cliente pode escolher itens como a cor e o modelo do implemento apropriado para cada tipo de carga.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login