Buscando sugestões para:


Meios de transporte

Scooter elétrica: conheça as 6 vantagens de apostar nesse modelo

Spoiler: menos gastos para o proprietário e agilidade no trânsito estão entre as vantagens de se optar por uma scooter elétrica

3 minutos, 10 segundos de leitura

26/03/2022

Por: Redação Mobilidade

scooter-eletrica-yamaha-emf
A scooter elétrica Yamaha EMF chega às lojas em março deste ano com sistema de bateria intercambiável. Foto Divulgação

A alta dos combustíveis tem feito muitos consumidores cogitarem a compra de veículos elétricos. Nessa lista, entra a scooter elétrica. Existem diversos modelos no mercado brasileiro, de duas rodas ou três rodas. Embora cada um tenha suas características, todos são movidos por meio de bateria recarregável, sendo opções de transportes baratos e que oferecem agilidade no trânsito. 

Abaixo separamos as principais vantagens de adquirir uma scooter elétrica: 

1- Não precisa tirar habilitação de moto para pilotar scooter 

Se você está em dúvida entre moto ou scooter elétrica, esse é um argumento prático para optar pela segunda opção. Não é necessário tirar habilitação na categoria A para pilotar uma scooter. Mas no lugar dela é exigida uma habilitação específica: a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC).

De acordo com a Lei nº 13.154 de 2015, a ACC é necessária para a condução de ciclomotores cuja velocidade máxima não ultrapasse 50 Km/h e a cilindrada não exceda 50 centímetros cúbicos. 

Para tirar a ACC, o candidato precisa ser maior de 18 anos e procurar  um Centro de Formação de Condutores (CFC) do seu município. Será necessário apresentar a documentação exigida, retirar a guia GAD-E, pagar as taxas solicitadas, realizar exames médicos, fazer aulas teóricas e práticas e passar nos respectivos exames. Quase igual à CNH categoria A, com a diferença de que todos os passos serão realizados utilizando ciclomotores e não moto convencional. 

2- Fácil de guardar e estacionar 

Devido ao seu tamanho compacto, não é difícil conseguir estacionamento para uma scooter elétrica. O mesmo vale ao guardar o veículo, que não exige muito espaço na garagem. 

Essas características podem levar as pessoas a considerarem a scooter elétrica como se fosse uma bike comum. Mas é importante ficar atento às regras de condução. As scooters não podem circular em rodovias, nem sobre calçadas. Já nas vias, é necessário permanecer à direita na pista e manter o farol sempre aceso. 

3- Recarga rápida da bateria 

A recarga de veículos elétricos gera muitas dúvidas que podem fazer os consumidores ponderarem se são ou não um bom investimento. No caso das scooters elétricas, a recarga costuma ser simples: pode ser feita em tomada residencial de  110W ou 220 W. A duração para obter carga completa varia de modelo em modelo, mas, em geral, leva de 4 a 6 horas. 

4- Agilidade no trânsito 

Apesar das limitações de condução da scooter elétrica, no trânsito caótico das grandes cidades, ela acaba sendo mais ágil do que outros veículos maiores. Com essas características, pode ser uma opção para quem precisa se locomover muito pela cidade ou até mesmo trabalhar com entregas de aplicativos a curtas distâncias. 

5- É um veículo sustentável 

Muito se fala sobre a emissão dos gases causadores do efeito estufa como um dos grandes vilões do meio ambiente. Mas a poluição sonora também é um dos problemas que afetam a qualidade de vida nas grandes cidades. A scooter elétrica ajuda a diminuir ambos os impactos, porque é movida a energia limpa (elétrica) e totalmente silenciosa. 

6- Economia na manutenção 

Além de reduzir custos com combustível, a manutenção é outro ponto de alívio ao bolso do proprietário de uma scooter elétrica em relação a veículos a combustão. Isso porque tem menos peças, o que torna o custo com reparos menor. Sem contar que não precisa de revisões periódicas ou troca de óleo. 

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login