Buscando sugestões para:


Meios de transporte

Transporte de carga eletrificado ganha força no Brasil

Vendas e ofertas de veículos começam a ter visibilidade na prestação de serviço de coleta e distribuição de mercadorias

2 minutos, 28 segundos de leitura

23/02/2022

Embora os modelos 100% elétricos ainda registrem volumes pequenos e ofertas restritas, o ano de 2021 foi marcado por desempenho de venda robusto. Crédito: Getty Images

Se há um momento no qual se possa registrar o início de uma mudança na matriz energética das operações do transporte de carga, o ano passado merece ser lembrado como um deles. Embora os modelos 100% elétricos ainda anotem volumes pequenos e ofertas restritas, o período foi marcado por desempenho de venda robusto e uma enxurrada de anúncios que aumentam as opções para o transportador.

A lista dos dez veículos totalmente elétricos mais vendidos em 2021 revela uma conjuntura que ganha força no segmento. No ranking, elaborado pela Associação Brasileira do Veículos Elétrico (ABVE), os comerciais leves elétricos BYD ET3 e Renault Kangoo Z.E. MAXI rompem com a hegemonia dos carros de luxo. As vendas dos pequenos furgões cresceram em 12 meses 550% e 86%, respectivamente, para 124 e 123 unidades.

Certamente, são volumes pequenos, mas para a ABVE já expressam uma trajetória sem volta. “Essa também é uma tendência irreversível, liderada pelos prefeitos de várias cidades brasileiras, preocupados com as emissões de poluentes, e pela agenda ESG, assumida por muitas empresas”, avaliou em nota Adalberto Maluf, presidente da associação.

Apenas dois modelos do segmento de comerciais leves para interpretar uma direção caberia estar no campo do exagero. Mas há de se considerar um movimento cada vez mais consistente no mercado de transporte na busca por um negócio mais sustentável.

Dentre exemplos recentes que confirmam essa disposição, cabe lembrar anúncio, feito em novembro do ano passado, de entrega de 100 Renault Kangoo E-Tech para fazer parte da frota da Americanas terceirizada por meio da Unidas. A própria empresa de locação também, no início de janeiro, revelou plano de investimento de R$ 370 milhões para aumentar frota com veículos eletrificados, dos quais 1,6 mil deles 100% elétricos destinados a atender serviços de distribuição de clientes corporativos.

A locadora ainda acertou com a startup gaúcha Arrow Mobility a compra de 100 unidades do Arrow One, inovador veículo movido a bateria em desenvolvimento em Caxias do Sul (RS), que poderá atuar tanto como furgão quanto van. O início das entregas está previsto para o quarto trimestre de 2022.

Confirma a ofensiva da eletrificação também o lado da oferta. Após período de testes, a Volkswagen Caminhões e Ônibus lançou oficialmente ao mercado transportador o e-Delivery, a versão elétrica da família de caminhões leves da marca. A proposta chegou com novo modelo de negócio dedicado e, ao menos até o fim do ano passado, 200 unidades vendidas.

Na rede de concessionárias Peugeot e Citroën também o transportador passou a ter as opções dos furgões elétricos e-Expert e Ë-Jumpy. Mais recentemente, na última de janeiro, a Renault anunciou oficialmente o desembarque no País do Master E-Tech, previsto para ser lançado no segundo semestre.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login