Linha 6-Laranja: obras no metrô vão interditar Avenida Pompéia por 120 dias | Mobilidade Estadão |

Buscando sugestões para:


Publicidade

Linha 6-Laranja: obras no metrô vão interditar Avenida Pompéia por 120 dias

Por: Fellipe Gualberto, especial para o Mobilidade . Há 11 dias
Mobilidade para quê?

Linha 6-Laranja: obras no metrô vão interditar Avenida Pompéia por 120 dias

Saiba qual trecho estará bloqueado e descubra por onde contornar

1 minuto, 42 segundos de leitura

10/06/2024

Por: Fellipe Gualberto, especial para o Mobilidade

Avenida Pompéia deve ficar com bloqueio por 120 dias, mas obras da Linha 6-Laranja devem durar por mais 1000 dias. Foto: Adobe Stock

A Avenida Pompéia, na Zona Oeste de São Paulo, vai ser interditada por 120 dias a partir de hoje (10 de junho). O bloqueio será parcial no sentido Barra Funda e na faixa da direita, entre o cruzamento com a Rua Venâncio Aires.

A mudança no trafego ocorre devido a obras para a construção da Linha 6-Laranja do metrô, projeto que deveria terminar em 2025, mas de acordo com a Acciona Construcción, terá um atraso de 1.096 dias na conclusão.

Veja também: Como funciona o ‘tatuzão’, a máquina responsável pela escavação do metrô

Caminhos alternativos para a Avenida Pompéia

Os veículos que desejam passar pela Avenida Pompéia, sentido Barra Funda, com destino à Rua Venâncio Aires, devem fazer um desvio pelas ruas Padre Chico e Cotoxó.

Por outro lado, carros e motos que trafegam pela Avenida Pompéia, sentido Barra Funda, com destino à Avenida Sumaré, podem usar a Rua Padre Chico.

Linha 6-Laranja

As obras da Linha 6-Laranja retornaram em 2020, durante o governo Dória. O prazo inicial para a conclusão do projeto era 2025. No entanto, em maio deste ano, a concessionária Acciona Construcción alegou problemas geológicos e rochas não previstas, estendendo a entrega em mais 1.096 dias.

De acordo com a empresa, nove estações estão com escavações terminadas. A futura linha terá 15 pontos de parada e vai de Brasilândia, no noroeste de São Paulo, até a estação São Joaquim, no centro. Ao todo, o caminho vai percorrer 15,3 km e fazer um trajeto que demora 90 minutos de carro em 23 minutos.

O atual governador, Tarcísio de Freitas (Republicanos), já afirmou que planeja colocar parte da linha em operação até setembro 2026, iniciando com serviço entre Brasilândia e Perdizes, oito paradas no caminho.

Por fim, a concessionária pediu um valor adicional de R$ 230 milhões ao Governo de São Paulo. O pagamento tem como propósito compensar os gastos que não estavam na previsão inicial.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?

Quer uma navegação personalizada?

Cadastre-se aqui

0 Comentários


Faça o login