Mobilidade para quê?

Esclareça suas dúvidas sobre o transporte ferroviário

As malhas ferroviárias continuam desempenhando um importante papel no fluxo de mercadorias, colaborando para o abastecimento de diferentes regiões e com o foco nos portos voltados à exportação

3 minutos, 4 segundos de leitura

29/11/2021

Por: Redação Mobilidade

Transporte ferroviário : Alemanha testa trem movido à hidrogênio
Apenas 13 regiões metropolitanas no País, de um total de 63 de médio e grande porte, contam com malhas metroferroviárias. Foto: Getty Images

No mundo inteiro, a demanda pelo transporte ferroviário está crescendo a passos largos. E no Brasil, não é diferente. Com o aumento populacional e o crescimento da locomoção de cargas e passageiros, a expectativa é que esse meio de transporte evolua cada vez mais. 

Em cidades brasileiras, a verdade é que o uso desse mecanismo ainda não é o ideal. Mesmo assim, as malhas ferroviárias continuam desempenhando um importante papel no fluxo de mercadorias, colaborando para o abastecimento de diferentes regiões e com o foco nos portos voltados à exportação. 

No entanto, não é difícil encontrar indivíduos que desconhecem as características desse tipo de transporte e, tampouco, sabem quais são as perspectivas para o futuro. Você é um deles? Então, acompanhe a leitura que preparamos especialmente sobre o assunto.

Afinal, o que é transporte ferroviário?

Transporte ferroviário é todo aquele meio de locomoção capaz de transportar pessoas ou bens. Para tanto, o processo acontece sobre uma ferrovia — estrutura esta, conhecida como vias férreas, trilhos ou, simplesmente, “caminhos feitos de ferro”. 

Aqui, é importante destacar que existem certas diferenças entre o transporte ferroviário de uma cidade grande e aquele presente em uma região do interior. A seguir, vamos entender quais são elas.

Nas cidades grandes 

O transporte ferroviário é composto, principalmente, pelos trens e metrôs — meios de transporte muito comuns nos centros urbanos e utilizados massivamente pela população. 

Nas regiões do interior 

Apesar de existir trens voltados para o transporte de cidadãos, as cidades interioranas são famosas por contarem com transportes ferroviários desenvolvidos na locomoção de mercadorias e cargas diversas. 

Características e vantagens

  • É um meio de transporte que ajuda no fluxo de diferentes mercadorias, sendo elas o carvão, a soja, o ferro e até o petróleo; 
  • Esse tipo de veículo consegue atingir uma velocidade de até 300 km/h; 
  • O seu abastecimento é feito a diesel (no caso de transporte de mercadorias), e por meio de energia elétrica (em se tratando da locomoção da população); 
  • Apresenta baixo nível de poluição e exige pouco custo para a sua manutenção;
  • Pode percorrer trajetos longos e distantes, sem consumir muita energia; 
  • O transporte ferroviário não sofre com problemas de trânsito, garantindo viagens rápidas e sem interrupções.

O transporte ferroviário brasileiro

Até 2021, o transporte ferroviário no Brasil vem apresentando um cenário pouco eficiente, com baixa concorrência no mercado nacional e até dificuldade na conexão das malhas. Apenas 13 regiões metropolitanas no País, de um total de 63 de médio e grande porte, contam com malhas metroferroviárias. E, apesar de transportarem mais de 11 milhões de passageiros por dia, ainda assim, apresentam capacidade abaixo da demanda, segundo o estudo Setor Metroferroviário Brasileiro, da ANPTrilhos.

Hoje em dia, as ferrovias do país ainda são responsáveis por transportar, em maioria, minério de ferro. No entanto, o ideal seria que o meio de locomoção fosse utilizado, primordialmente, para o fluxo da soja — uma vez que o Brasil é o maior produtor do mundo. 

Com pouco investimento do Governo, a previsão é que os investimentos privados nos transportes ferroviários cresçam daqui para frente, apresentando um crescimento dobrado até 2025, como está previsto em diferentes programas, sendo o Pro Trilhos um deles.

Gostou de conhecer mais sobre o transporte ferroviário e a importância desse meio de locomoção para o funcionamento da sociedade? Compartilhe este post nas redes sociais para que mais pessoas também se atualizem sobre o assunto.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login