Voltar

Conteúdo original Jornal do Carro

Inovação

FCA quer produzir elétrico destinado à China com fabricante do iPhone

FCA confirmou que dialoga com a Foxconn para a produção de um carro elétrico para o gigante asiático

José Leme

18/02/2020 - 1 minuto, 18 segundos


A Fiat-Chrysler (FCA) confirmou que tem conversas para o desenvolvimento e produção de um carro elétrico destinado exclusivamente a China. O modelo seria produzido em parceria com a Foxconn. Entre outras coisas, a empresa é responsável pela produção dos produtos da Apple, na China, como o iPhone.

Leia mais:
Cidade de São Paulo recebe a maior frota de ônibus elétricos do Brasil
Tipo de energia pode anular ganho ambiental do carro elétrico
O dilema do ovo e da galinha na mobilidade elétrica

A ideia é criar uma joint venture entre as empresas para desenvolvimento e produção na China de veículos elétricos. Os carros, segundo o comunicado da FCA, devem partir da nova geração de elétricos. Além disso, a proposta é que com a ajuda da Foxconn, a FCA aposte no mercado de carro conectados (Internet dos Veículos).

O negócio está apenas em busca de um acordo inicial entre as partes, para então entrar em detalhes da possível parceria. Mas segundo a Foxconn, o produto desenvolvido, inicialmente para a China, poderia sim ser levado para mercados do ocidente depois.

FCA e Foxconn: quem fará o que?

Enquanto a Fiat-Chrysler ficaria responsável por toda a parte de manufatura do novo produto, caberia a Foxconn o desenvolvimento dos programas (software) e da parte física eletrônica (hardware) do carro elétrico.

A Hon Hai Precision Industry Co, empresa mãe da Foxconn, tem, inclusive, uma patente de uma nova bateria de íons de lítio com enxofre. Os eletrólitos estão em gel, o que torna a bateria mais consistente e estável do que as que usam eletrólitos líquidos e tem mais risco de incêndio, por exemplo.

foxconn
DANIEL ACKER/BLOOMBERG

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login