Mobilidade para quê?

Harley cria marca de motos elétricas e apresenta o primeiro modelo; conheça

Harley-Davidson transforma a Livewire em uma marca independente e apresenta a Livewire One, moto elétrica com autonomia para mais de 200 quilômetros

2 minutos, 24 segundos de leitura

12/07/2021

Por: Arthur Caldeira

A motocicleta elétrica One da Livewire, nova marca criada pela Harley-Davidson, vai custar US$ 21.995, cerca de R$ 115.600. Fotos: Divulgação/Livewire.com

Uma das primeiras fabricantes de motocicletas a apostar na eletrificação também em duas rodas, a Harley-Davidson criou uma marca spinoff de motos elétricas e apresentou seu primeiro modelo. A marca chama-se Livewire e o modelo, “One”.

Ficou confuso? Não é por menos. Afinal, Livewire é o nome da primeira moto elétrica da história da Harley, lançada em 2018. Mas a empresa convenceu-se que o nome Harley-Davidson não ajudaria a vender motos elétricas e optou por criar uma marca exclusiva para comercializar motocicletas, bicicletas e patinetes movidos a eletricidade.

A Livewire (a marca, digo) apresentou na última semana seu primeiro modelo: One (Um ou única, em português). A nova e única moto da marca Livewire é, nada mais, nada menos, do que uma atualização da antiga Livewire, mas sem o emblema da Harley-Davidson.

Outra boa novidade é que a One vai custar US$ 21.995, cerca de R$ 115 mil; quase US$ 7 mil a menos do que a antiga Harley-Davidson Livewire, que era vendida por US$ 29.799, cerca de R$ 157 mil

Nova One é basicamente a Livewire, mas sem o emblema da Harley

Segundo o presidente e CEO da Harley-Davidson Motor Company, Jochen Zeitz, a decisão de criar uma marca exclusiva para motos elétricas faz parte da estratégia da empresa para os próximos anos.

“Reconhecemos o espírito pioneiro e o valor da marca Livewire para nossa comunidade e tomamos a decisão de transformar a motocicleta Livewire original em uma marca elétrica exclusiva. A Livewire One de hoje se baseia no DNA da Harley-Davidson, mas com o foco elétrico e a ambição da nova marca”, declarou o executivo.

OFERTAS 0KM

235 km com uma carga

Exceto pela ausência do logo da Harley-Davidson, a Livewire One não traz grandes novidades em relação à Harley Livewire. Até mesmo o visual é igual.

Bateria pode ser recarregada em apenas 1 hora, em estações de carga rápida

O modelo traz um motor de alto desempenho, alimentado por uma bateria de íons de lítio que promete 235 quilômetros de autonomia, no uso urbano, com uma carga.

A recarga pode ser feita em tomadas comuns, mas leva cerca de 11 horas para recarregar a bateria completamente. Como opção, a Livewire One pode ser “abastecida” em apenas uma hora nas estações de recarga rápida.

O modelo também oferece um completo pacote de sistemas de segurança, como controle de tração e freios ABS, além de modos de pilotagem, que alteram o comportamento da Livewire One.

Livewire One, nova moto elétrica da Harley, deve chegar a outros países em 2022

A Livewire One foi apresentada online na última semana e estará à venda em 12 novos revendedores exclusivos, mas, por enquanto, há lojas físicas apenas na Califórnia, em Nova Iorque e no Texas. De acordo com a empresa, o modelo deve chegar em outros mercados apenas em 2022.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login