Mobilidade para quê?

Intenção de compra de motos 0 km na internet cresce 65% em agosto

Levantamento do marketplace de Veículos, Imóveis e Serviços do Mercado Livre também registrou aumento nas ofertas; para especialista, alta dos combustíveis ajuda a explicar o crescimento

2 minutos, 6 segundos de leitura

12/09/2021

Por: Arthur Caldeira

homem procura motos internet
A intenção de compra é registrada quando o internauta entra em contato direto com o vendedor, com intuito de adquirir o produto anunciado. Foto: Getty Images

Segundo levantamento do marketplace de Veículos, Imóveis e Serviços do Mercado Livre, a intenção de compra de motos 0 km na internet cresceu 65% em agosto deste ano, em relação ao mesmo mês de 2020. Quando comparado ao mês anterior – julho de 2021 – o crescimento foi de 21%.

Uma das maiores plataformas de compra e venda de produtos na internet, o Mercado Livre considera “intenção de compra” quando o potencial comprador entra em contato direto com o vendedor, com intuito de adquirir a moto anunciada.

Para Luciano Avila, head de marketplace motors da empresa, a alta nos combustíveis ajuda a explicar o crescimento. “Não podemos esquecer que, em pouco mais de um ano, vimos os preços dos combustíveis triplicarem nas refinarias. Podemos creditar o aumento na intenção de compras de motos à busca por uma alternativa, visto que as motocicletas consomem menos combustível e possibilitam rápida locomoção nos grandes centros”, comenta o executivo.

Além da alta nos combustíveis, o crescimento da intenção de compra de motos 0 km na internet pode ser explicada pelo aumento na quantidade de anúncios desses veículos na plataforma de e-commerce.

“Outro fator que pode estar gerando essa mudança é o volume da oferta. No Mercado Livre, por exemplo, identificamos um crescimento de 60%, no ano contra ano, e 13% em relação ao mês passado. Ou seja, assim como a busca, a quantidade de anúncios também está subindo”, completa Avila.

OFERTAS 0KM

Oferta de elétricas cresce

Em 2021, o volume da oferta de motocicletas elétricas 0 km aumentou significativamente, em relação aos anúncios totais de motos novas. Os modelos mais sustentáveis também ganharam espaço na procura e intenção de compra dos usuários.

Analisando junho-agosto de 2021, em comparação a junho-agosto de 2020, o volume da oferta de motos elétricas passou de 5% para 15% do total de anúncios. Os modelos movidos a eletricidade ganharam um total de 10 pontos percentuais no volume de classificados.

“No último ano, além da oferta crescer, vimos a demanda, que antes estava no patamar 4% do total, subir expressivamente para 19%. Enquanto a intenção de compra alavancou para 21%, antes registrada em 4%”, frisa o executivo. Ou seja, a busca e os contatos subiram 15 e 17 pontos percentuais, respectivamente.

“Com isso, notamos que as motocicletas elétricas estão ganhando um espaço muito importante na mente dos consumidores, visto que essa demanda aumentou quase cinco vezes no último ano”, completa Luciano Avila.

 

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login