Voltar
Mobilidade para quê?

Motos se consolidam como veículo de trabalho

A expansão dos serviços de delivery abre novas possibilidades de renda para milhares de brasileiros

09/09/2020 - 1 minuto, 57 segundos


motocicletas-como-veiculos-de-trabalho
Foto: Getty Images

Leia mais:
Notícia no Seu Tempo - Especial Mobilidade
Podcast Delivery #9: Pós-vendas presencial e online garante tranquilidade com a moto
Podcast Delivery #3: As dicas para os novos entregadores

Os serviços de entrega em domicílio foram fortemente impulsionados durante a pandemia. Especialmente nos grandes centros, aumentaram muito a quantidade e a diversidade dos produtos incluídos nos serviços de delivery.

Pesquisa realizada no final de agosto pelo instituto Opinion Box com 2.020 consumidores de todo o País revelou que metade deles comprou online, durante a pandemia, pelo menos um tipo de produto que nunca havia comprado antes dessa forma.

Para quem perdeu o emprego por conta da pandemia ou passou a ter dificuldades para exercer as atividades profissionais anteriores, prestar serviços de delivery se tornou uma alternativa importante.

Agilidade e qualidade da entrega dos produtos são fatores críticos na competição entre as empresas que atuam nas vendas online. Junto com a expansão do delivery deve vir um crescimento no mercado de motos, os veículos mais utilizados nesses serviços. As estatísticas de vendas já
apontam para esse fenômeno.

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a participação das motos no total de emplacamentos de veículos realizados no Brasil neste ano, até o final de agosto, saltou de 27,1% para 29,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

OFERTAS 0KM

Embora tenha ocorrido uma queda geral nas vendas de veículos em decorrência da pandemia, o impacto foi menor entre as motos: 25% de queda nas vendas nos primeiros oito meses do ano na comparação com o mesmo período de 2019, enquanto a redução nas vendas dos carros (de passeio e comerciais leves) chegou a 36%.

Detentora de 77% das vendas de motocicletas no País neste ano, a Honda celebra o momento reconhecendo o papel essencial que os entregadores têm desempenhado nos últimos meses – trabalho que, desde a chegada da Covid-19 ao Brasil, evitou a circulação de milhões de pessoas e, assim, contribuiu para evitar a disseminação do novo coronavírus.

A Honda criou, em parceira com o Estadão, uma campanha para mostrar que o Brasil não parou por causa do vírus – continuou se movendo sobre duas rodas.

“É uma honra para a empresa fazer parte da vida de pessoas que estiveram desde o início na linha de frente do combate à pandemia”, diz o gerente de Marketing da Honda Motos, Odair Dedicação Jr.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login