Buscando sugestões para:


Mobilidade para quê?

Opinião de quem votou

Leia comentários dos jurados sobre o trabalho e as práticas de algumas empresas vencedoras

2 minutos, 36 segundos de leitura

26/01/2022

computador e tecnologia
Especialistas do mercado reconhecem boas práticas que contribuem para o progresso da mobilidade no País. Foto: Getty Images

“Com foco na mobilidade ativa e na parceria com a sociedade civil, a Raposo 66 Trânsito contribui diretamente com a agenda social e ambiental.”

Clarisse Cunha Linke, diretora executiva do Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento (ITDP Brasil)

“A Imtraff Consultoria fez um bom trabalho na construção do PlanMob (Plano de Mobilidade) da região metropolitana de Belo Horizonte (MG).”

Daniel Guth, diretor executivo na Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike)

“A Egis demonstra ampla capacidade técnica e de inovação nos projetos desenvolvidos, trazendo aprendizados internacionais às práticas brasileiras.”

Gustavo Partezani Rodrigues, fundador da URBR Estratégias Urbanas

“A Addax resgata o que nunca deveria ter saído da pauta da sociedade, que é a mobilidade de massa em trilhos.”

Renata Falzoni, cicloativista

“Para qualquer inovação, é necessário ter informação. A Deloitte fornece análise de dados que podem ser a base de projetos dela própria ou de outras empresas.”

Roberta Knopki, gerente na GIZ

“A Bliv se posicionou para ofertar bicicletas elétricas mais acessíveis a entregadores, especialmente os que trabalham por aplicativo. Isso tem auxiliado a atividade, ajudado os ciclistas e, também, revelado um diferencial de mercado e de inovação da empresa.”

Daniel Guth, diretor executivo na Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike)

“Projeto ModalGR, da E-Moving, cria negócios preocupados com a sustentabilidade do planeta e garante que mais pessoas utilizem a bicicleta no seu dia a dia de trabalho.”

Lilian Azevedo Frazão,  fundadora da Startup Quero Pedalar

“A Cicloway desenvolveu um design interessante e uma boa variedade de veículos elétricos com preço que torna a tecnologia mais acessível à população. Consequentemente, apresenta impacto positivo – sobretudo no meio ambiente e na sociedade.”

Myriam Tschiptschin, gerente de smart cities do Centro de Tecnologia de Edificações (CTE) do Mackenzie

“A Houston é uma das grandes do mercado, com fabricação nacional e relevância para o consumo interno.”

Victor Callil, coordenador de pesquisa no Cebrap

“A BYD faz aplicação de sistemas sustentáveis, preocupa-se com o impacto social de suas soluções, além de ter uma gestão extremamente equilibrada.”

Zeno Luiz Lensen Nadal, mestre em desenvolvimento de tecnologia

“A Buser contribui consideravelmente para o acesso a um transporte de qualidade a um custo competitivo, permitindo a todos o benefício da mobilidade.”

Janayna Bhering Cardoso, inovação aberta, ICTs e relações governamentais da Fundep

“A Elektra possui ações de cooperação com a cadeia produtiva no modelo do e-consórcio e o retrofit, iniciativas com grande impacto na alavancagem de programas e metas vinculados aos compromissos ESG.”

Juliana DeCastro, coordenadora de planejamento urbano da Tembici

“A CCR está sempre buscando novas tecnologias, tanto na operação quanto nos sistemas, como ITS.”

Rodrigo Tortoriello, especialista em mobilidade urbana e mobilidade ativa

“A Caf possui uma história relevante com a mobilidade brasileira, fabricando trens que contribuem para uma mobilidade sustentável.”

Sergio Avelleda, coordenador do laboratório de cidades Arq.Futuro, do Insper

Veja tudo sobre as 100 empresas + influentes em mobilidade de 2021.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login