Buscando sugestões para:


Na Perifa

Amazonense Kurt Sutil é considerado o ‘futuro do rap’

Seus versos falam de saúde mental, ancestralidade indígena, violência policial e relações familiares

2 minutos, 23 segundos de leitura

11/04/2022

Por: Ariel Bentes, Favela em Pauta

Expoente da cena naciona, o rapper Kurt Sutil adotou esse nome inspirado no personagem Kurt Wagner, o Noturno dos filmes X-Men. Foto: divulgação

Em 2017, a cena do rap no Amazonas ganhou um novo nome. Carlos Wendel, mais conhecido como Kurt Sutil, acompanhava rappers locais e nacionais quando decidiu criar o próprio som. Seu nome é inspirado no personagem Kurt Wagner, o Noturno dos filmes X-Men.

Considerado o futuro do rap por sites especializados e artistas consagrados, como Victor Xamã, Kurt nasceu em Tapauá — 700 quilômetros de Manaus —, tem 21 anos e mora na zona leste da capital onde, junto com amigos, fundou o grupo Aposse92. “Juntei uma galera do bairro, contei a minha ideia e criamos a Aposse92, que eu faço parte até hoje”, diz.

Além de vários singles, Kurt já gravou dois álbuns (Nada como um dia quente após a escuridão e Não assuste as abelhas). Seus versos falam de saúde mental, ancestralidade indígena, violência policial e relações familiares.

“O primeiro álbum era para ser apenas um EP. Após o lançamento de algumas músicas, a ideia era reunir as que ainda não tinham sido lançadas. No segundo álbum eu pude me empenhar muito mais e pensar na sua construção do início ao fim. Ele teve uma grande repercussão e fiquei muito feliz com o resultado”, diz Kurt sobre o processo de construção dos álbuns.

Além do rap, o audiovisual — O talento de Kurt Sutil extrapola a música. Apaixonado pelo audiovisual, na infância ele produzia e editava curtas-metragens e sonhava em trabalhar com cinema.

O artista assina roteiro, direção e edição de alguns dos próprios videoclipes e se declara fã dos cineastas Quentin Tarantino, diretor de Pulp Fiction (1994), e Jordan Peele, Corra! (2017). “Para mim, Corra! é um dos melhores filmes de suspense. Me inspiro muito nele para os videoclipes.”

Sobre produções audiovisuais, o rapper complementa: “Eu sempre tenho ajuda, mas procuro fazer parte de todo o processo. Tem meu dedo em tudo ali! Eu sempre gostei dessa área, mas não costumo fazer direção para outros artistas. Somente edição”, disse Kurt.

Ancestralidade indígena — O público também conhece Kurt Sutil pelo apelido Tupã. O rapper costuma citar o espírito do trovão em seus versos e tem uma faixa com esse nome.

Protejo minha terra igual curupira
e sou protegido com Muiraquitã
Se você vim desafiar minha ira
Vai conhecer a Ak do Tupã
Trecho da canção ‘Tupã’, de Kurt Sutil

Vivendo em Manaus desde criança criança, Kurt não conviveu com a  família paterna, que é indígena e pertencente ao povo Kokama. “Mas de uns anos para cá resolvi buscar e entender quem eu sou, da onde eu vim e quais são as minhas origens e tô levando isso para o meu som também”, conclui.

 

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login