Buscando sugestões para:


Na Perifa

Gerando Falcões estreia no metaverso com o lançamento da Missão Favela X

O jogo quer engajar crianças e jovens nos desafios da erradicação da pobreza

3 minutos, 28 segundos de leitura

06/05/2022

Por: Núbia da Cruz

Crianças e jovens jogaram Missão Favela X em primeira mão. Foto: divulgação

O game Missão Favela X é a primeira experiência imersiva de uma ONG brasileira, a Gerando Falcões. Pensado em parceria com a Accenture Interactive, o jogo foi desenvolvido dentro da plataforma Roblox e busca ser uma experiência educativa para levar a realidade das favelas a todas as classes sociais. O objetivo é fazer com que o jogador atravesse obstáculos — infraestrutura, saneamento básico, educação, cultura e tecnologia — até chegar na sala de controle e encontrar um foguete espacial.

O QUE É METAVERSO
A palavra é usada para definir um mundo virtual onde as pessoas podem interagir e fazer atividades online com desempenho no mundo físico. É o mundo dentro dos dispositivos digitais, um espécie de internet 3D

O evento de lançamento ocorreu no dia 5 de maio na Escola Municipal de Educação Básica Professora Nurimar Hiar, na favela dos Sonhos, em Ferraz de Vasconcelos (SP). Além de Edu Lyra, fundador da Gerando Falcões, estiveram presentes Leonardo Framil, presidente da Accenture, Eco Moliterno, diretor de criação da Accenture Song, líderes comunitários e representantes dos patrocinadores do jogo (Havaianas, Nestlé e 99). Crianças e jovens da comunidade puderam jogar, em primeira mão, o Missão Favela X.

Metaverso social — A ideia da Gerando Falcões e da Accenture é juntar inovação e impacto social. Verbalizada no evento, a expressão metaverso social resume a experiência no game.

“O objetivo ativar era comunidades de gamers em torno do Brasil para criar diálogos sobre a pobreza e descobrir formas de destruir aquilo que nunca deveria ter existido, que é a desigualdade social”, explica Edu Lyra. “O metaverso social é uma forma da gente usar a realidade alternativa para construir uma alternativa de realidade.”

Para Eco Moliterno, o jogo é um grande espelho do que acontece nas favelas do Brasil. “A gente consegue levar para as pessoas que nunca vivenciaram o dia a dia dessas favelas a dificuldade que tem nas comunidades pobres, de uma forma lúdica. Podemos ensinar coisas que não são divertidas , mas quebrar essa barreira pode construir pontes através desse mundo paralelo”, diz o executivo.

A corrida é social, não espacial — O Favela X começou a ser desenhado no fim de 2021 e o nome da missão faz referência à empresa Space X, criada por Elon Musk, o homem mais rico do mundo. “Surgiu como uma provocação aos bilionários que estão gastando bilhões para irem para Marte, sendo que os problemas aqui ainda existem, a gente faz esse contraponto à corrida espacial, criando a corrida social”, acrescenta Moliterno.

Parcerias — A captação de recursos parar diversas iniciativas da Gerando Falcões está entre os objetivos da Missão Favela X. Até o dia do lançamento, foram coletados R$ 500 mil. É aí que entram as marcas parceiras, que serão promovidas por meio de banners dentro da plataforma.

A 99, empresa de mobilidade e conveniência, tem uma parceria de longo prazo com o projeto. Uma união que está prestes a completar dez anos. Juliana Biasi, diretora de marketing da 99, se disse feliz com a estreia do metaverso e o objetivo de mudanças sociais. ”Vamos estar no mundo virtual para falar dos problemas da vida real. É uma outra forma da gente trazer tecnologia e informação para esses debates e pensar em novas soluções como tudo que a gente faz na 99”, afirma Juliana.

Para Mariana Rhormens, diretora de marketing da Havaianas Brasil, o papel social da Gerando Falcões e a identificação das marcas foi crucial para firmar a parceria. “A Gerando Falcões está na favela, entendemos que tem uma sinergia, uma parceria bem genuína”, diz.

Como jogar — Ser democrático, rápido e acessível é um dos propósitos do projeto. O Missão Favela X está disponível na plataforma digital Roblox. É grátis e compatível com Android, iOS, PC, Mac e Xbox One. “O roblox está aí, você não precisa da barreira de cripto e todo mundo consegue acessar pelo celular, que é a maneira mais fácil de chegar nas comunidades e fala muito com o público infanto-juvenil.”


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login