Patrocinados

Dinheiro: planejamento ajuda a sair do vermelho e permite sonhar

Estabelecer prioridades ajuda a viver em paz com as contas e ainda fazer reservinha para situações inesperadas

3 minutos, 7 segundos de leitura

06/08/2021

Por: Apresentado por 99 e Blue Studio

Estabelecer prioridades ajuda a viver em paz com as contas e ainda fazer reservinha para situações inesperadas. Foto: Getty Images

Equilibrar as contas de casa não é nada fácil: os custos sobem constantemente  e o salário precisa ser esticado para chegar até o fim do mês. E, se aparecer algum imprevisto, está feito o estrago nas finanças domésticas.

Em 2020, o brasileiro perdeu poder de compra: durante o ano, enquanto os preços subiram 5,2%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O reajuste do salário foi de apenas 4,3% conforme o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Resultado: só no ano passado, o dinheiro do trabalhador ficou 17% menor

É preciso pensar a longo prazo

Mas, calma, nem tudo está perdido. Ary Felipe, mentor em finanças e parceiro da 99, garante ser possível pagar  as contas — e, ainda, fazer uma reserva para aquelas situações inesperadas que afligem a maioria: um problema no carro, um defeito na geladeira ou uma dor de dente, por exemplo.

Para ele, é preciso mudar a mentalidade em relação ao dinheiro. “Os brasileiros, em geral, pensam só a curto prazo. Isto é, ganham o dinheiro e gastam tudo no fim de semana”, avalia. “E pior. Se o dinheiro acaba, pegam emprestado, fazem dívida, comprometendo o presente e o futuro.”

De acordo com o último Mapa da Inadimplência, divulgado pelo Serasa em maio, o Brasil tem cerca de 62,5 milhões de consumidores inadimplentes. A quantia média de cada dívida atingiu R$ 1.162,43, superando o salário mínimo.

Foque nos objetivos de forma gradual

Ary dá algumas dicas importantes de como alcançar a estabilidade financeira. Primeiro, se livrar das dívidas e, de jeito nenhum, contrair outras. “Só se for por uma emergência médica, mas não para trocar de carro”, aconselha.

Quando todas as dívidas estiverem zeradas, tentar guardar pelo menos 10% dos ganhos mensais. E, se possível, fazer uma poupança de no mínimo três salários. Para ele, vencidos esses dois desafios iniciais, já é possível começar a se planejar para realizar os sonhos.

Trace uma alternativa

A pandemia colocou em apuros Divaldo da Silva, corretor de imóveis. Com esse setor em queda, o dinheiro parou de entrar, mas ele traçou um plano: vendeu seu carro seminovo, retirou parte das economias do banco para comprar três carros compactos, usados e mais antigos, para rodar por aplicativo — um para ele e dois para alugar. “Minhas contas estão em dia, estou no azul”, comemora Divaldo.

“Muita gente ainda acredita que dinheiro traz muitos problemas. Mas, na verdade, ele oferece mais soluções”, ensina Ary. “Agora, se vai trazer problema ou solução, só depende de como as pessoas lidam com ele.”

10 dicas para reduzir as contas fixas

O Mapa do Serasa mostra que o maior volume de dívidas está na categoria bancos/cartão, representando 29,7% dos mais de R$ 211 milhões de débitos. Em seguida, estão as contas de luz, água e gás, com 22,3%

  • Tome banhos mais curtos e nas horas mais quentes do dia, economizando água e energia ao mesmo tempo
  • Substitua as lâmpadas comuns pelas de led
  • Só use a máquina de lavar roupas quando estiver cheia
  • Tire da tomada os eletrodomésticos sem uso
  • Evite abrir a geladeira e o forno com frequência ou deixar as portas aberta
  • Mantenha a torneira fechada enquanto escova os dentes
  • Limpe os restos de comida de pratos e panelas antes de lavá-los
  • Encha a pia com água e detergente até a metade e coloque a louças
  • Corte alimentos em pedaços menores para cozinhar mais rápido
  • Tampe as panelas e use as de pressão ou cozimento a vapor sempre que possível (Fontes: Enel, Sabesp e Copagaz)

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login