Patrocinados

Praticidade e bem-estar: comida caseira e saudável em poucos cliques

As facilidades das plataformas de delivery transformaram os hábitos alimentares dos brasileiros, que ganham tempo, cardápios variados e opções mais nutritivas para o dia a dia

3 minutos, 12 segundos de leitura

06/08/2021

Por: Apresentado por 99 e Blue Studio

Durante a pandemia, 64% dos brasileiros passaram a pedir mais entregas de refeições em casa. Entre pessoas acima de 60 anos, o novo hábito chega a 80%

Comer fora era um hábito ou necessidade nos dias úteis, pertinho do trabalho ou uma celebração com a família e amigos no final de semana. Com a pandemia, muita gente trocou esse ritual fora de casa pela comodidade dos aplicativos de delivery.

Uma pesquisa do Datafolha encomendada pela 99Food mostra que, com a crise sanitária, 59% dos entrevistados disseram utilizar serviço de entrega para receber pratos de restaurantes sem ter de sair de casa. Além disso, 64% deles passaram a pedir mais delivery durante esse período. E, entre as pessoas acima de 60 anos, o hábito chega a 80%. O gasto médio em cada pedido é de R$ 27,50.  O levantamento ouviu 1.515 indivíduos de todas as idades e classes sociais, nas cinco regiões do Brasil.

O tempo é escasso

Além da conveniência e da praticidade de ter uma alimentação de qualidade, as plataformas de entrega são uma importante alternativa para driblar a correria do dia a dia: a maioria dos participantes (71%) não têm tempo para preparar pratos mais elaborados durante a semana.

“Tenho todos os eletrodomésticos e utensílios para cozinhar durante a semana, menos um ingrediente importantíssimo: tempo”, explica Giseli Lencioni, 53 anos, de São José dos Campos (SP). De segunda a sexta-feira, Giseli bate o ponto no computador das nove da manhã e às seis da tarde como arquiteta de dados. Em home office desde julho do ano passado e com apenas uma hora para o almoço, ela agora utiliza o vale-refeição mantido pela empresa para pedir refeições em casa.

PARA O BRASILEIRO, DELIVERY É BOM PORQUE…
permite comer algo diferente e fora da rotina
48% …mata a vontade de comer algo específico sem ter de cozinhar
43% …é prático
33% …não preciso cozinhar
31% …não preciso sair

Fonte: Pesquisa 99Food/Datafolha realizada em abril e maio 2021; o resultado considera mais de uma reposta por participante

Mais qualidade e bem-estar

A pesquisa também apontou outro comportamento: metade das pessoas que usa o delivery prefere pedir refeições mais saudáveis e caseiras.

É o caso da advogada Camila Pinheiro Machado, 31 anos, de São Paulo, capital. Ela é casada, não tem filhos e trabalha em casa ao lado do marido desde o fim do ano passado. “Quando comíamos na rua e na pressa, qualquer coisa servia: um sanduíche ou um salgado já estavam bons”, lembra Camila. “Agora, todos os dias pelo delivery recebemos almoço para duas pessoas. Vem arroz, feijão, uma carne e alguns legumes. É comida simples, tempero caseiro, mas melhor que um cheeseburger ou esfihas, não é?.”

Chegou para ficar

O hábito de recorrer aos aplicativos de delivery, de acordo com a pesquisa, deixará de ser uma solução apenas provisória para se incorporar de forma permanente ao cotidiano: 62% das pessoas pretendem manter os pedidos mesmo após a pandemia, sendo que 84% dessas têm mais de 60 anos.

Tecnologia a favor do bolso

A 99Food, plataforma de intermediação de entregas que conecta consumidores, restaurantes e entregadores parceiros, nasceu com o objetivo de ajudar as pessoas a economizar — principalmente nas duas frentes que pesam bastante na renda: transporte e alimentação.

Além de ser uma experiência segura, simples e acessível para todos, o principal diferencial do app é entender a riqueza da gastronomia brasileira e as necessidades locais dos diferentes estados e municípios.
Com isso, as soluções fazem o dinheiro valer mais, com variedade de opções para todos os perfis e ocasiões. E o melhor: os preços ficam menores para os consumidores, e os entregadores parceiros e restaurantes têm as melhores taxas e benefícios.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login