Patrocinados

Rubinho Barrichello domina no circuito externo de Goiânia

Dono de, agora, oito vitórias no Autódromo Internacional Ayrton Senna, o piloto garantiu mais um feito ao conquistar a quinta pole-position na capital goiana

3 minutos, 21 segundos de leitura

23/03/2022

Por: Alan Magalhães

Rubens Barrichello venceu tudo o que podia em Goiânia com seu 111. Foto: Duda Bairros/Vicar

Se, por um lado, todo esporte carrega uma aura de emoção, ineditismo, que nos faz torcer, mesmo sem termos a certeza de quem vencerá, por outro, costuma premiar quem trabalha mais e da forma certa. No automobilismo, mais coletivo dos esportes individuais, que combina homem e máquina, esta lógica fica ainda mais intrincada, pois a equação inclui fatores técnicos, humanos e até intuitivos. Em geral, nas vitórias, o piloto é exaltado, mas, nas derrotas, invariavelmente, o culpado é o equipamento.

Rubens Barrichello e sua equipe, Full Time Sports, não vinham combinando bem as variáveis dessa equação, e os resultados não estavam aparecendo, como deveriam. Afinal, com 31 carros dentro do mesmo segundo, em relação ao tempo do pole-position da última prova, qualquer “vírgula” errada altera o resultado, que é, quase, pura matemática.

A Full Time entregou o Toyota Corolla do ex-piloto da Fórmula 1 praticamente perfeito, o que facilitou bastante o trabalho do final de semana. Como se diz no jargão do esporte: “desceu do caminhão e já virou tempo”.

Junte-se a isso o fato de que Rubens Barrichello se dá muito bem na pista de Goiânia, seja no seletivo traçado misto de 3.835 metros, quanto no externo, capciosamente chamado de oval, de 2.695 metros, utilizado no último final de semana. Dono de, agora, oito vitórias no Autódromo Internacional Ayrton Senna, o campeão da temporada 2014 garantiu mais um feito ao conquistar a quinta pole-position na capital goiana. No primeiro grupo da sessão classificatória, marcou 50”111 em sua melhor volta, e não foi superado por nenhum dos outros 33 pilotos na pista.

O número do Toyota Corolla de Barrichello é 111, que coincide com os milésimos do tempo de sua pole-position. E, para quem curte numerologia, daqui a 61 dias, o paulista completará 50 anos de idade. Repetindo, o tempo da sua pole-position foi 50”111. E isso não passou despercebido pelo ex-ferrarista: “Eu não sei se compro uma casa ou um terreno aqui. Adoro esse lugar”, disse ele, que anotou sua 14ª pole na Stock Car. Cinco delas foram obtidas em Goiânia: em 2014, 2016, 2020, 2021 e esta, agora, em 2022.

Na liderança, o mesmo nome

Atual campeão, o paranaense Gabriel Casagrande, que correu com 30 quilos de lastro adicionado a seu Chevrolet Cruze, por ser o atual líder da temporada, terminou a primeira corrida do programa em quinto e em 16º na segunda, resultados que lhe mantiveram na liderança da tabela, mostrando mais uma vez a constância do piloto do Chevrolet Cruze #83 da A.Mattheis Vogel, que lhe valeu o título de 2021.

Ótima prova fez também o gaúcho César Ramos (segundo e décimo) da Ipiranga Racing, único a atacar Barrichello na prova 1.

O formato de duas provas em sequência, adotado pela Stock Car, exige muita precisão por parte dos estrategistas, que, normalmente, de acordo com a posição de largada na prova 1, desenham uma tática que privilegia uma das duas etapas do final de semana, alterando em tempo real as estratégias de troca de pneus e reabastecimento. “Temos inúmeras estratégias que vamos desenvolvendo durante a corrida”, contou Barrichello, antes da largada, “De acordo com o que acontece, decidimos, via rádio, o que fazer”, completou.

Além de Barrichello e Cesar Ramos, o pódio da primeira corrida do final de semana foi completado por Julio Campos. Na prova complementar, sempre com Barrichello em primeiro, Ricardo Maurício e Diego Nunes ocuparam os dois outros degraus de honra.

O desempenho histórico em Goiânia rendeu a Rubens Barrichello também o prêmio Man of the Race Claro 5G, concedido ao piloto que mais pontua em uma etapa. O campeão de 2014 agora está em terceiro lugar no campeonato, somando 56 pontos, atrás apenas do líder Gabriel Casagrande (63) e de Thiago Camilo (62).

Atual campeão, Gabriel Casagrande lidera a tabela da Stock Car. Foto: Duda Bairros/Vicar

Confira a classificação atual na Stock Car

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login