Passe livre interestadual passa a ser digital; saiba como realizar cadastro | Mobilidade Estadão |

Buscando sugestões para:


Publicidade

Passe livre interestadual passa a ser digital; saiba como realizar cadastro

Por: Erick Souza . Há 4 dias
PCD

Passe livre interestadual passa a ser digital; saiba como realizar cadastro

Documento oferece gratuidade em passagens de ônibus interestaduais para público específico

1 minuto, 56 segundos de leitura

09/07/2024

Por: Erick Souza

passe livre interestadual
Com a atualização, benefício não tem mais data de validade; beneficiários antigos também não precisam reenviar documentos para renovação do documento. Foto: Adobe Stock

O benefício de passe livre interestadual da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) agora pode ser emitido de maneira digital. O documento que garante viagens gratuitas nos serviços de ônibus interestaduais está disponível para pessoas com deficiência de todo o Brasil. Com a atualização, o sistema de emissão não conta mais com a análise de cadastro.

Leia também: Câmara do Rio de Janeiro aprova passe livre para pessoas com doenças crônicas e PCDs

Desde o dia 8 de julho, o cadastro e emissão do Passe Livre está disponível via plataformas digitais. Para solicitar o benefício, o usuário precisa ter um cadastro prévio no Benefício de Prestação Continuada (BPC) junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Caso não tenha essa conta, o passe livre solicita o cadastro prévio no Cadastro Único do Governo Federal, juntamente com a inclusão prévia como pessoa com deficiência no Ministério dos Direitos Humanos.

Com esses cadastros prévios em dia, a pessoa interessada em acessar o benefício precisa acessar a página para credenciamento do Passe Livre Digital.

Passe livre interestadual

De acordo com a agência, pessoas com cadastro ativo não precisam realizar um novo cadastro. A atualização ocorre no momento de renovação, que acontecia a cada cinco anos, antes do novo processo. Para renovar, o beneficiário não precisa reenviar a documentação, apenas se credenciar pelo novo procedimento digital.

Além disso, com o passe livre digital, o benefício não tem mais data de validade. Conforme material da ANTT, o documento será válido enquanto o usuário estiver com os requisitos em dia. Durante o uso, em compras de bilhetes para viagem interestadual, a credencial estará disponível por um QR Code, presente no documento digital ou impresso.

Em 2022, quando o passe livre completou 20 anos de existência, já haviam sido emitidas mais de 1 milhão de credenciais. De acordo com Rafael Vitale, diretor-geral da ANTT na época, o benefício auxiliava na autonomia de pessoas com deficiência. “Com a gratuidade das passagens, as famílias podem utilizar o dinheiro para outros fins, como alimentação e medicamentos”, afirmou em visita a ponto de atendimento presencial.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?

Quer uma navegação personalizada?

Cadastre-se aqui

0 Comentários


Faça o login