Buscando sugestões para:


Prêmio Mobilidade 2022

Surge um bicampeão

Neste ano, houve concorrentes em quatro categorias

3 minutos, 18 segundos de leitura

22/12/2021

Por: Daniela Saragiotto

Bike Sampa/Itaú. Foto: Divulgação Bike Sampa/Itaú

Os representantes da Trilha Mobilidade revelaram, mais uma vez, a versatilidade desse setor, no Brasil, e seu fortalecimento a cada ano. Nesta edição, foram quatro categorias avaliadas.

Confira os vencedores em cada uma delas e algumas tendências para 2022.

Melhor aplicativo de compartilhamento de micromobilidade

1º Bike Sampa/Itaú
2º Bike Bradesco/CicloSampa
3º FlipOn

O grande vencedor, pelo segundo ano consecutivo, foi o programa Bike Sampa, parceria entre o Itaú e a Tembici. De acordo com Luciana Nicola, superintendente de relações institucionais, sustentabilidade e empreendedorismo do Itaú Unibanco, 2021 marcou a retomada do setor.

“O uso do Bike Sampa tem crescido lentamente nos últimos seis meses e já ultrapassa as médias de viagens de 2020, ano de maior impacto. Mas a utilização para deslocamentos entre casa e trabalho, eixo mais representativo, ainda não foi retomado por completo”, diz.

Em contrapartida, o uso das bikes para cicloentregas durante os dias úteis e para lazer aos finais de semana tem se destacado. Por isso, o programa lançou um plano específico para entregadores com preço diferenciado e maior tempo de utilização.

“Em 2022, com o avanço da vacinação e a retomada nas atividades presenciais ou semipresenciais, devemos observar o retorno à utilização do Bike Sampa para deslocamentos entre casa e trabalho, somando-se aos usos para entregas e lazer, que se tornaram mais presentes em 2021”, finaliza.  

Melhor marca de micromobilidade elétrica


Gabriel Arcon, CEO da E-Moving: “Mais empresas devem apoiar esse movimento em prol da mobilidade urbana e da sustentabilidade de nosso planeta”. Foto: Divulgação E-Moving

1º E-Moving
2º Lev
3º Vela Bikes

A E-Moving é a grande líder dessa categoria. “O ano foi muito positivo para o mercado de e-bikes. Apesar disso, para as assinaturas de bicicletas elétricas, o primeiro semestre ainda foi muito desafiador por causa da pandemia”, afirma Gabriel Arcon, CEO da E-Moving, empresa que tem uma linha própria de e-bikes e também atua com um sistema de locação com foco no mercado corporativo.

De acordo com ele, a procura tem sido liderada por empresas que oferecem o equipamento como benefício aos colaboradores.

“Com a retomada da ‘vida normal’, impulsionada pelo desejo de uma maior qualidade de vida e responsabilidade ambiental, acreditamos que 2022 vai ser o melhor da nossa história”, diz Arcon.

Melhor marca de bike convencional

Specialized. Foto: Divulgação Specialized

1º Specialized
2º Caloi
3º Btwin

Apesar do impacto da pandemia na produção e na importação dos equipamentos, o aumento na demanda impulsionou esse mercado, em 2021.

“Isso nos faz acreditar em um 2022 de ainda mais crescimento, com reestabilização da disponibilidade de produtos e com uma linha completa de bicicletas e equipamentos para atender a todo perfil de usuário”, diz Thais Viyuela de Araújo, responsável pela gestão estratégica das linhas Active e Turbo Active, da Specialized Brasil – vencedora dessa categoria.

Com foco em performance de ciclistas esportistas, a empresa oferece uma linha completa de equipamentos e acessórios como vestuário. “A migração vertiginosa do uso individual do carro para opções de micromobilidade como bicicleta, entre outras, ainda trará luz a muitas discussões sobre legislação e urbanismo”, finaliza.  

Melhor aplicativo de integração intermodais

moovit
Moovit. Foto: Divulgação Moovit

1º Moovit
2º Quicko
3º Cittamobi

Para o Moovit, empresa do grupo Intel,  a primeira colocada na categoria, 2021 ficou marcado como um ano de readequação, expectativa e retomada. “Readequação para entender como uma pandemia tão longa impactou a mobilidade e a tecnologia; expectativa sobre o avanço da vacinação e retomada, sobretudo no segundo semestre, com cada vez mais passageiros voltando ao transporte público”, diz Pedro Palhares, gerente-geral do Moovit no Brasil. Para 2022, a empresa prevê firmar mais parcerias.

“O setor está mudando a percepção sobre o uso de dados e tecnologia e vendo que oferecer mais informações ajuda a levar mais passageiros ao transporte público. Estamos aqui para trabalhar em parceria para uma mobilidade mais eficiente”, diz. 

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login