Prêmio Mobilidade 2022

Os melhores caminhões

A eleição escolheu os destaques em sete categorias

7 minutos, 54 segundos de leitura

22/12/2021

Por: Andrea Ramos, do Estradão

vwco
Volkswagen e-Delivery. Foto: Divulgação VWCO

Na segunda edição do Prêmio Mobilidade Estadão 2022, o júri elegeu os veículos de carga que mais se destacaram no mercado em 2021. Ano em que a sustentabilidade foi destaque nos temas relacionados à mobilidade. E a Mercedes-Benz foi a marca mais votada pelo júri, nesta edição.

O ano de 2021 foi o da virada de chave para a transformação tecnológica no campo da eletromobilidade. Tendo como destaque o primeiro caminhão 100% elétrico desenvolvido no Brasil, o Volkswagen e-Delivery. Razão de o veículo ter levado o Prêmio de Melhor Caminhão do Ano de 2022.

Ainda em relação à sustentabilidade, nunca se emplacou tantos caminhões com combustíveis alternativos como neste ano. Ou seja, uma resposta do transportador, que entendeu que a mobilidade “mais verde” é sustentável para o seu negócio.

Exemplo disso é a JAC, que está posicionada entre as oito marcas que mais vendem caminhões leves no Brasil, com o único elétrico do segmento: o JAC iEV1200T. O caminhão de 7 toneladas de PBT deve encerrar 2021 com mais de 250 unidades comercializadas.
Do mesmo modo, em pesados, a Scania, pioneira na introdução do veículo a gás no País, deve encerrar o ano com mais de 270 unidades vendidas, na soma desde o início das vendas, em 2020. E projeta outros 500 caminhões a gás vendidos em 2022.

Seja como for, isso mostra os fortes investimentos das montadoras, bem como dos fornecedores, rumo à redução de poluentes. E tudo isso ocorreu em meio a um momento desafiador, marcado por gargalos logísticos, resultando em falta de pneus, semicondutores, entre outros componentes.

E, como o diesel ainda ocupará espaço por muito tempo, do mesmo modo a indústria investe no desenvolvimento tecnológico, com o objetivo de reduzir as emissões e o consumo de diesel. Bem como colaborar para aumentar a segurança viária. Assim, o Actros, da Mercedes-Benz, se destacou entre os jurados. Por ser o único caminhão a ofertar, de série, módulo de segurança embarcados. Além do sistema inovador de câmeras, no lugar dos retrovisores. Confira os vencedores.

Caminhão do Estradão 2022

vwco
Volkswagen E-Delivery. Foto: Divulgação VWCO

O primeiro caminhão 100% elétrico desenvolvido e produzido no Brasil foi lançado há quatro meses com duas opções de carga: de 11 e 14 toneladas. O veículo parte de R$ 780 mil.

Porém, para justificar o seu preço, por causa da tecnologia, a Volkswagen apresentou um pacote inédito de consultoria e serviços. E isso vai desde a infraestrutura de recarga até o descarte das baterias. Além disso, a empresa apresentou o primeiro consórcio 100% dedicado à compra do caminhão elétrico.
O veículo traz algumas inteligências embarcadas que não são comuns em caminhões da sua categoria. Entre elas, a suspensão pneumática com sistema de gerenciamento eletrônico, podendo controlar toda a operação, graças à leitura da carga por eixo.

Outro diferencial é o Eco-Drive Mode, que pode ser acionado pelo motorista para economizar energia. Com isso, o e-Delivery ajusta, automaticamente, a performance à operação. Assim, entrega somente o necessário e permite aumentar a autonomia.

Do mesmo modo, o e-Delivery conta com sistema capaz de recuperar mais de 40% da energia gerada nas desacelerações. Assim, essa energia é utilizada para recarregar as baterias. O freio regenerativo auxilia o de serviço para garantir também menor desgaste dos componentes.

Melhor furgão

Mercedes-Benz Sprinter 314 Street. Foto: Divulgação Mercedes-Benz

1.       Mercedes-Benz Sprinter 314 Street
2.       Renault Master
3.       Iveco Daily 30-130

 
Com o segmento do e-commerce em alta, esses modelos ganharam participação mais representatividade. E, segundo os fabricantes, estima-se que, mesmo com a retomada das pessoas à vida normal, ainda assim, o e-commerce vai demandar por veículos dessa categoria em 2022.

O vencedor foi o Mercedes-Benz Sprinter Furgão 314, que se destaca pela generosa lista de itens de série. Além de sistemas de segurança. O furgão de entrada da Mercedes-Benz possui 7,5 m³ de capacidade volumétrica, podendo carregar 1.360 quilos. E, sobre o acabamento, o furgão da marca alemã é superior, em relação aos concorrentes. E isso é uma vantagem para muitos empreendedores, que, geralmente, são os próprios motoristas desses veículos.

No quesito segurança, a Sprinter também é a mais completa do segmento. A lista engloba assistente ativo de frenagem (ABA), de fadiga e de freio lateral (que corrige a trajetória do veículo, em caso de rajadas de vento e em curvas). Também é equipada com ESP Adaptativo e Hill Holder (sistema que segura o veículo na rampa por alguns segundos). Todos os itens são de série.

Melhor chassi-cabine

Mercedes-Benz Sprinter 314 Street. Foto: Divulgação Mercedes-Benz

1.       Mercedes-Benz Sprinter 314 Street
2.       Volkswagen Delivery Express
3.       Iveco Daily 35-150


O vencedor deste ano foi o Mercedes-Benz Sprinter Truck 314. No ano passado, a Mercedes-Benz rebatizou a gama de chassi-cabine de Sprinter Truck para, dessa forma, chamar a atenção para a robustez do veículo. Isso porque os modelos de carga representam 61% das vendas da Sprinter.

Dessa fatia, 22% são chassis-cabines. No entanto, entre as estratégias da marca está reforçar a robustez do veículo, que tem os mesmos recursos de segurança e acabamento das versões de carga.

O modelo possui comprimento total de 5.886 mm e distância entre os eixos de 3.665 mm. E sua largura, de 2.345 mm, dá a impressão de estar a bordo de uma picape. Logo, com essas dimensões, a direção é facilitada. Especialmente porque essa versão pode ser conduzida por motoristas com habilitação na categoria B. 

Melhor caminhão leve

Volkswagen Delivery 9.170. Foto: Divulgação Volkswagen Caminhões e Ônibus

1.       Volkswagen Delivery 9.170
2.       Mercedes-Benz Accelo 815
3.       JAC iEV 1200T

O segmento de caminhões leves também ganhou mais espaço no mercado por causa da alta demanda do transporte nas grandes cidades e entre municípios. Para quem precisa carregar mais há opções de 6 a 10 toneladas de PBT.

O vencedor foi o Volkswagen Delivery 9.170, da Volkswagen Caminhões e Ônibus. O representante de 9 toneladas de PBT é o caminhão mais vendido dessa categoria, com 32,87% do segmento. A tara leve e os componentes são os principais argumentos do transportador na escolha do modelo.

De acordo com a VWCO, o 9.170, que pesa a partir de 2.900 quilos, tem peso 10% inferior, em relação a seu antecessor.

Melhor caminhão médio

vwco
Volkswagen e-Delivery. Foto: Divulgação VWCO

1.       Volkswagen e-Delivery
2.       Volkswagen Delivery 11.180
3.       Iveco Tector 11-190

A eletromobilidade é um caminho sem volta. E os veículos destinados às operações urbanas ganharão, cada vez mais, versões eletrificadas. E a Volkswagen foi a primeira marca a apostar nisso e a desenvolver a tecnologia no Brasil, atendendo a todas as necessidades locais.

O Volkswagen e-Delivery, que venceu a categoria, é o primeiro caminhão 100% elétrico desenvolvido no Brasil. O veículo conta com versões de 11 e 14 toneladas de peso bruto total (PBT). O e-Delivery tem motor elétrico da WEG, que gera 300 kW de potência. Equivalente a 408 cv e torque máximo de 219 mkgf, disponível instantaneamente.
Na lista de equipamentos, há suspensão pneumática com quatro bolsões no eixo trativo.

O modelo ainda é oferecido em duas opções de capacidade, de 11 toneladas 4×2 e de 14 6×2. Assim como duas opções de pacote de baterias, de três e seis módulos. Como resultado, a autonomia entre as recargas vai de 130 a 250 quilômetros.

O e-Delivery de 11 toneladas tem PBT de 10.700 quilos. Além disso, a capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 6.320 quilos. A versão trucada possui PBT de 14.300 quilos. Bem como a capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 9.055 quilos. 

Melhor caminhão semipesado

Mercedes-Benz Atego 2426. Foto: Divulgação Mercedes-Benz

1.       Mercedes-Benz Atego 2426
2.       Volvo VM 270
3.       Volkswagen Constellation 24.280

Este segmento é um dos mais versáteis. Há representantes dos mais espartanos aos mais rebuscados.

O Mercedes-Benz Atego 2426 agrada o transportador por estar no meio-termo. É simples, mas parrudo – o que mais o empresário de transporte busca nesse segmento.

Desde 2017, a Mercedes-Benz traz novidades a sua família de caminhões Atego.

De lá pra cá, o caminhão ganhou caixa automatizada, bem como teve sua cabine renovada. O caminhão trucado é oferecido nas opções com cabine simples, estendida e leito.

Melhor caminhão pesado

Mercedes-Benz Novo Actros 2651. Foto: Divulgação Mercedes-Benz

1.       Mercedes-Benz Novo Actros 2651
2.       Volvo FH 540
3.       Scania R 410 gás

Esta é a categoria mais representativa do mercado: 51,14% das vendas totais. São veículos destinados ao transporte de longas distâncias rodoviárias. Por isso, a tecnologia embarcada com sistemas de segurança é um diferencial. Além de ferramentas que ajudam na redução de diesel.

O Mercedes-Benz Novo Actros 2651 foi escolhido como o melhor. A nova geração do Actros foi apresentada ao mercado em 2019. O veículo chegou com uma série de inovações, como o inédito sistema de câmeras, no lugar dos retrovisores opcionais. Assim como os de segurança assistente ativo de frenagem (ABA 5), assistente de faixa de rolagem, monitoramento de fadiga, controle de estabilidade, sensor de ponto cego etc. Com a novidade desses sistemas serem todos de série.

O Actros é um pouco mais caro, quando comparado aos rivais. O caminhão conta com as seguintes versões disponíveis: 2045 4×2, 2548 6×2, 2553 6×2, 2648 6×4, 2651 6×4 e 2653 6×4, esta última, a topo de linha, custa R$ 947 mil.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login