Connected Smart Cities

Condições favoráveis para microempresas

Em um ano marcado pela pandemia, cidade de Curitiba conquista primeiro lugar, com aumento expressivo no número de MEIs

1 minuto, 12 segundos de leitura

01/09/2021

Curitiba (PR) superou a cidade do Rio de Janeiro (RJ) na edição deste ano. Foto: Divulgação Necta

Esse recorte é composto por cinco indicadores: todos concebidos para o próprio eixo Empreendedorismo. A nota máxima é de 6 pontos, composto pelos seguintes pesos:

  • 1,5 ponto para os indicadores de crescimento das empresas de tecnologia e de economia criativa.
  • 1 ponto para os demais dados concebidos para o eixo Empreendedorismo.

O impacto na composição dos sinalizadores da edição 2021 desse recorte em relação à edição de 2020 está nos indicativos indiretos, de conhecimento oriundo do eixo Tecnologia e Inovação. Os cinco indicadores desse recorte não sofreram alteração metodológica ou de fonte de informação.

MAIS EMPRESAS DE TECNOLOGIA

A capital paranaense tornou-se líder, desbancando a cidade do Rio de Janeiro (RJ), que venceu esse eixo nas últimas três edições do ranking. Com 4 polos tecnológicos e 7 incubadoras de empresas, Curitiba registrou, no período analisado, uma elevação de 4,76% no número de empresas de tecnologia.

Em um ano em que muitas pessoas encontraram no empreendedorismo uma opção de sobrevivência, Curitiba registrou aumento expressivo de 25% no número de microempresas individuais (MEIs).

  • 4 polos tecnológicos
  • 7 incubadoras de negócios
  • 4,76% de crescimento no número de empresas de tecnologia
  • 25% de aumento entre as microempresas individuais

“Em 2021, no País, Curitiba se posicionou como a capital com terceiro menor tempo para abertura de uma empresa: apenas 29 horas.” Rafael Greca de Macedo, prefeito de Curitiba (PR).

Para saber mais, acesse: ranking.connectedsmartcities.com.br

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login