Connected Smart Cities

Saiba o que dizem os prefeitos de algumas das cidades vencedoras

Responsáveis pelas 5 primeiras colocadas falam como entendem o conceito do prêmio e como a mensuração da prestação de serviços públicos impulsiona melhorias em vários setores da sociedade

1 minuto, 54 segundos de leitura

01/09/2021

Prefeito de Curitiba/PR. Foto: Divulgação Necta

SÃO PAULO (SP)

“São Paulo é um ecossistema de inovação vivo
e em constante desenvolvimento. Vamos fazer um ambiente cada vez melhor e mais inteligente para os negócios e, principalmente, mais inclusivo e acolhedor para todas as pessoas.” Ricardo Nunes, prefeito da primeira colocada no ranking geral e no eixo Mobilidade e Acessibilidade.

FLORIANÓPOLIS (SC)

“O papel do Connected Smart Cities vem ao encontro do nosso modelo de gestão, impulsionando as boas iniciativas e ideias que refletem em mais desenvolvimento para as cidades.” Gean Loureiro, prefeito de Florianópolis, segunda colocada no ranking geral.

CURITIBA (PR)

“Desde 2017, prefeitura, startups, universidades, entidades de fomento econômico e empreendedores se uniram para desenvolver soluções inovadoras. Assim nasceu o Vale do Pinhão, movimento do município e ecossistema de inovação voltados ao crescimento econômico sustentável. São diversas iniciativas que já colhem resultados, como o recorde
de 25.984 novos empregos com carteira assinada, neste ano – o maior desde 2003. Curitiba foi, também, a capital com terceiro menor tempo de abertura de empresas no País, com apenas 29 horas (1 dia e 5 horas), no primeiro quadrimestre de 2021.” Rafael Greca de Macedo (DEM), prefeito de Curitiba (PR), terceira colocada no ranking geral e primeira nos eixos Urbanismo e Empreendedorismo

BRASÍLIA (DF)

“Cidade inteligente é a que usa os recursos da tecnologia para melhorar a vida do cidadão. Já demos início a esse trabalho no Distrito Federal com o Biotic, parque tecnológico localizado em uma área de mais de 120 mil hectares para oferecer um ecossistema de cooperação e geração de negócios entre empresas, universidades, centros de pesquisa e empreendedores. Ali, já está funcionando uma das primeiras experiências do 5G do Brasil.” Ibaneis Rocha, governador de Brasília, quarta colocada no ranking geral.

VITÓRIA (ES)

Foto: Jansen Dias Lube

“Uma cidade inteligente usa a tecnologia como força transformadora de sua sociedade, no sentido de criar soluções para os seus desafios do dia a dia e, assim, melhorar a qualidade de vida das pessoas de todas as classes sociais. Buscamos uma cidade com mais paz e igualdade.” Lorenzo Pazolini, prefeito de Vitória, quinta colocada no ranking geral e segunda no eixo Educação.

Para saber mais, acesse: ranking.connectedsmartcities.com.br

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login