Voltar
Meios de transporte

Dez dicas para pilotar na chuva

Não é só reduzir a velocidade, embora essa seja uma orientação importante. Aprenda a pilotar com segurança no piso molhado

Da Redação

23/10/2019 - 4 minutos, 10 segundos


motorcyclist moves on motorcycle on highway to rainy weather
Dirigir na chuva exige certos cuidados. Photo: iStock

Leia mais:
10 motivos para ter uma scooter
Como funcionam os freios UBS
Opção LED também para motociclistas


Mesmo que você evite pilotar em dias de chuva, inevitavelmente você será surpreendido por uma tempestade e terá de enfrentar o piso molhado. Elaboramos algumas dicas para você rodar com sua moto no piso molhado com segurança!

1. Diminua a velocidade

A primeira e mais importante dica é: com chuva reduza bastante a velocidade. As primeiras gotas se misturam à sujeira e deixam o asfalto muito liso, propício para uma derrapagem. Portanto, quando começar a chover não há segredo: “A velocidade deve ser reduzida drasticamente no piso molhado”, ensina André Azevedo, piloto com 25 participações no Rally Dakar. 

2. Pneus em bom estado

Quando se trata de piso molhado, seu maior aliado são os pneus, que devem estar em bom estado. O motociclista deve se atentar para os indicadores de profundidade que existem neles — também conhecidos como T.W.I. (tread wear indicator = indicador de desgaste do pneu). O T.W.I. indica a profundidade mínima dos sulcos. “Quando o pneu está gasto, os sulcos, que são responsáveis pelo escoamento da água, não fazem mais essa função”, explica Eduardo Zampieri, piloto de testes de pneus de moto da Pirelli. Outra dica importante é sempre manter a calibragem de acordo com as recomendações do fabricante da motocicleta.

3. Pilote defensivamente

Quando se trata de uma moto e com piso molhado, a atenção deve ser redobrada e o motociclista tem que assumir uma postura defensiva. Preste atenção a tudo ao seu redor e anteveja as situações de perigo, evitando assim frenagens bruscas, um dos maiores riscos quando se pilota sobre o piso molhado. A dica é sempre frear com cautela e sem pressionar bruscamente o manete ou o pedal de freio. 

4. Curvas na chuva

Fique atento a tudo que houver no asfalto, uma vez que placas de metal, faixas pintadas no asfalto e outros obstáculos podem significar uma menor aderência. Para fazer uma curva na chuva, o melhor é manter a moto em “pé”, inclinando o mínimo possível. Quando o piso estiver molhado, procure deslocar o corpo para o lado de dentro da curva, mas sem inclinar muito a moto, para contornar a curva com segurança.

5. Pilote sempre equipado

Não economize com equipamentos. O uso de equipamento completo pode salvar sua vida em caso de queda. Para pilotar na chuva (e em qualquer situação) o ideal é usar capacete com viseira limpa e sem riscos, além de calça, jaqueta, luvas e bota. Um conjunto impermeável com uma cor chamativa e áreas com material refletivo ajudam os outros motoristas a enxergarem você em dias chuvosos.

OFERTAS 0KM

6. Seja visto

Além de ter a viseira limpa e sem riscos para enxergar melhor, é importante que os outros motoristas, motociclistas e pedestres o vejam também. Por isso, ande sempre com o farol aceso, mesmo de dia. Além de ser lei, a iluminação ajuda outros veículos a enxergá-lo. Por isso, sempre verifique a lanterna, a luz de freio e as luzes de direção (setas ou piscas) da sua moto para checar se elas estão funcionando corretamente.

7. Mantenha distância

Na chuva ou no piso molhado, é ainda mais importante manter uma distância segura dos veículos a sua volta. Alguém pode mudar de faixa ou frear de repente e você não terá tempo de reação. Lembre-se: no piso molhado, uma frenagem brusca sempre representa um grande perigo. Portanto, evite ficar muito próximo de outros veículos. Não fique colado na moto ou no carro a sua frente.

8. Se a chuva apertar, pare

A primeira recomendação é esperar a tempestade passar. Além de dificultar a visibilidade de todos os motoristas e motociclistas, uma chuva muito forte pode esconder os perigos do asfalto. Uma poça pode ter 7 cm ou esconder um buraco de 70 cm de profundidade. Por isso, não passe em poças d’água, ou em qualquer lugar que não permita a visualização do asfalto

9. Na estrada, siga o rastro

Segundo o piloto de testes da Pirelli, é bastante improvável que a moto passe por uma situação de aquaplanagem. Mesmo assim, em estradas, uma dica é seguir o rastro deixado pelos pneus dos carros, pois assim se evita poças d’água. Além disso, onde os pneus de carros e caminhões trafegam, o asfalto, em geral, é livre de sujeira e óleo.

10. Não atravesse alagamentos

Mesmo se você estiver com pressa, não atravesse áreas alagadas com a sua moto. O melhor mesmo é se proteger da chuva e esperar a água baixar. Se a água estiver acima do eixo da roda, existe o risco de a moto afogar e morrer. Se isso acontecer, a água pode entrar no bocal do filtro de ar ou na saída de escapamento e os danos – e o prejuízo – podem ser grandes.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login