Buscando sugestões para:


Mobilidade para quê?

Transporte público: dicas de como se locomover em São Paulo

Passageiros têm como opções o metrô, trem, ônibus, bike, táxi e transporte por aplicativo

4 minutos, 27 segundos de leitura

06/06/2022

Por: Redação Mobilidade

transporte público sp
Na cidade, tarifa do trem, ônibus e metrô está em R$ 4,40. Foto: Getty Images.

São inúmeras as alternativas para andar de transporte público em São Paulo. Assim, os turistas e moradores conseguem se locomover de forma mais fácil.

As opções são ideais para fugir do trânsito. Afinal, 6,2 milhões de automóveis estão registrados na capital paulista, segundo o Detran.SP. Ou seja, 11% da frota nacional.

Separamos para você as principais dicas para se locomover de transporte público em São Paulo. Confira:

Metrô

O metrô é uma boa opção para quem quer andar de transporte público em São Paulo de forma rápida. Afinal, as paradas são programadas e não dependem do trânsito nas ruas.

Ao todo, são seis linhas de metrô, que ligam diversas regiões da capital paulista. São elas as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela, 5-Lilás e 15-Prata.

Além disso, as linhas também têm integração com os trens. Ou seja, você pode sair da capital paulista e chegar a uma cidade próxima, da Grande São Paulo.

Clique aqui e confira o mapa do transporte metropolitano.

O horário de funcionamento do Metrô é das 4h40 até a meia-noite. Entretanto, isso pode variar um pouco devido ao momento de passagem do último trem em cada estação.

A transferência é gratuita para as linhas de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Contudo, a gratuidade em todo o período é apenas para as estações Brás, Luz, Palmeiras-Barra Funda e Tamanduateí.

Por sua vez, nas estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera, a transferência é gratuita apenas de segunda a sexta, das 10h às 17h, e das 20h à meia-noite. Já aos finais de semana, o direito é aos sábados, das 10h à meia-noite, e aos domingos e feriados durante todo o dia.

Tarifa do metrô

Para pagar a tarifa, de R$ 4,40, as opções são obter o Bilhete Único, o Cartão TOP ou comprar um bilhete unitário. Neste caso, é possível fazer a compra de um Bilhete Digital, que é um QR Code.

Neste caso, basta fazer a compra na bilheteria. Além disso, há também a opção de comprar por um aplicativo, chamado TOP. Confira os detalhes sobre bilhetes e cartões aqui.

O Metrô também preparou um guia com regras e dicas para os passageiros. No documento, você encontra formas de falar com a companhia, como transportar bikes e animais no metrô, além de ver horários dos sanitários. 

Para informações sobre a operação da linha 4-Amarela, a opção é acessar o site da ViaQuatro. Por sua vez, a ViaMobilidade é responsável pela linha 5-Lilás.

Trem

Por sua vez, as linhas de trem da CPTM são 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade. No sistema, também existem as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, agora operadas pela ViaMobilidade.

Para todas as linhas, a tarifa é de R$ 4,40, com integração ao metrô. Em geral, as regras de uso são as mesmas e podem ser conferidas aqui.

Assim como no metrô, você pode pagar a tarifa com o Bilhete Único, Cartão TOP ou bilhete unitário digital. Os detalhes estão aqui.

Ônibus

Na capital paulista, existem 1.279 linhas de ônibus municipais, com uma frota de quase 12 mil ônibus. Portanto, não faltam opções para quem prefere este meio de transporte público para andar em São Paulo.

No site da SPTrans, é possível planejar a viagem por trajeto, linha ou local. Com isso, você consegue saber qual é o itinerário mais adequado.

Assim como para andar de trem e metrô, o passageiro paga R$ 4,40 pela passagem de ônibus. Já os meios de pagamento são o Bilhete Único, dinheiro ou cartão de débito e crédito por aproximação.

Entretanto, esta última opção está em fase de testes em algumas linhas da cidade. Quando é o caso, existe uma placa no ônibus indicando o recurso.

Dica para quem vem de outras cidades

Se você vem de alguma cidade da Região Metropolitana, vale a pena fazer o Cartão TOP. Assim, você consegue integração com as linhas de ônibus intermunicipais.

Por exemplo, se você usa um ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), depois pode pegar o trem ou metrô com desconto na tarifa.

A emissão é gratuita. Veja os detalhes aqui.

Bicicleta

Segundo a Prefeitura, a cidade de São Paulo possui 699,2 km de vias para andar de bike. Além disso, são 7.192 vagas em 72 bicicletários e 802 vagas em 29 locais com paraciclos.

Em geral, todos são integrados ao transporte coletivo de São Paulo. Veja aqui um mapa com os melhores locais para andar de bike na cidade.

Táxi e transporte por aplicativo

Por fim, você pode completar sua viagem usando táxi ou um transporte por aplicativo. Para saber se esta é ou não a melhor opção, existem ferramentas que calculam para você.

Dessa forma, você consegue saber quanto vai gastar e quanto tempo vai levar usando ou não estes meios de transporte. Por exemplo, você pode fazer o cálculo no Google Maps.

Além desta projeção, você também vê dados sobre o transporte em tempo real. Assim, você se locomove com mais conforto e rapidez pela cidade que nunca para.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login