Voltar
Meios de transporte

Inovações das marcas determinam a compra

Carros conectados e com inteligência artificial ganham espaço e se transformam em fatores de compra do carro

Mário Sérgio Venditti

28/05/2020 - 5 minutos, 0 segundos


VW-Play
O inédito sistema VW Play, embarcado no recém-apresentado, Nivus, tem tela de 10 polegadas e reúne conectividade, streaming e serviços. Foto: Divulgação

Além da General Motors, outras as montadoras estão entrando na nova era da conectividade automotiva. O recém-apresentado Volkswagen Nivus vai inaugurar o VW Play, sistema inédito de conectividade, streaming e serviços. O VW Play é um dispositivo tecnológico com tela de 10 polegadas, semelhante a um smartphone ou tablet.

Leia mais:
A tecnologia é o sucesso da logística
Conectividade é a nova revolução

Recém-apresentado Nivus, da Volkswagen. Foto: Divulgação

“Em nossas pesquisas, os clientes manifestaram o desejo de ter conectividade e serviços do dia a dia dentro do automóvel”, afirma Matheus Arantes, gerente de engenharia elétrica e eletrônica da Volkswagen. Totalmente digital e intuitivo, o sistema leva para dentro do carro as funções do celular, com memória de 10 GB para salvar mídias e aplicativos.

Para ter uma ideia, o VW Play permitirá que o motorista pague tarifas dos estacionamentos rotativos sem sair do carro. Para isso, é só abrir o aplicativo da Estapar – uma das empresas parceiras da VW Play – e pagar com o cartão de crédito cadastrado no sistema. Serviços oferecidos por aplicativos de audiobooks, navegação, músicas, alimentação e seguradoras também estarão integrados ao VW Play.

Participe do Summit Mobilidade Urbana 2020

Manual cognitivo

Outra atração do VW Play é o manual cognitivo atrelado ao Nivus. “O velho manual do proprietário guardado no porta-luvas está virando coisa do passado”, afirma Fábio Rabelo, gerente executivo de digitalização e novos módulos de negócios da Volkswagen.

“Agora, o manual está embedado no VW Play para que o usuário tenha mais comodidade.” Assim, o motorista tem acesso a todas as informações do carro e pode tirar dúvidas diretamente no VW Play.

Segundo Rabelo, a inteligência artificial do VW Play vai além das centrais multimídias atuais. Todos os serviços que o cliente dispõe nos aplicativos do celular também serão oferecidos no veículo.

Será possível, por exemplo, agendar a próxima revisão do veículo e o sistema avisa a hora de realizar o serviço. “Quem usa o VW Play uma vez vai querer usar para sempre”, ressalta Arantes.

Volvo on car

Conhecida pelo nível de segurança de seus automóveis, a Volvo também quer se notabilizar na produção de veículos inteligentes. A grande sacada da marca sueca chama-se Volvo On Call, recurso que atua em conjunto com aplicativo no smartphone do usuário.

No Volvo, o sistema On Call bloqueia e desbloqueia as portas e liga o carro remotamente
pelo celular, entre outras funções. Foto: Divulgação

Semelhante ao OnStar, da General Motors, o Volvo On Call bloqueia e desbloqueia as portas pelo celular, liga o motor remotamente, rastreia o carro se ele for roubado e manda mensagens para a família do motorista se houver imprevistos. “O Volvo On Call é um guarda-chuva de proteção e conveniência ao usuário”, define André Bassetto, gerente de produto da Volvo.

Para aumentar a interatividade com o consumidor, o Volvo On Call tem duas formas de controle de voz: pelo sistema Siri ou pelo assistente de voz do Google. Sempre em constante evolução, o dispositivo deverá ganhar, em breve, algumas melhorias.

Em um sistema integrado com as concessionárias, o Volvo On Call fará o agendamento de revisão do carro. “Além disso, poderá receber encomendas delivery. O proprietário compra um produto e manda entregar onde seu automóvel está estacionado. De seu escritório, ele abre o porta-malas pelo aplicativo e o entregador deixa a mercadoria lá”, diz Bassetto.

Retrovisores virtuais da Audi

Um dos destaques do novo Audi e-tron, automóvel 100% elétrico da marca alemã, são os retrovisores externos virtuais. O dispositivo trabalha com uma câmera na qual as imagens são processadas digitalmente e exibidas nos monitores internos laterais de 7 polegadas e de alta resolução.

Ao passar o dedo sobre a tela sensível ao toque, o motorista move a imagem até obter o ângulo desejado. Os monitores apresentam vantagens ligadas à segurança para o usuário em relação ao espelho convencional, como impedir o reflexo direto da luz solar, dar maior nitidez para visão noturna e não embaçar em dias chuvosos.

Entrevista com Flávio Henrique Sakai

Flávio Henrique Sakai, diretor de eletroeletrônica da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), acredita que a conectividade nos automóveis vai evoluir a passos largos. Sakai concedeu a seguinte entrevista ao Mobilidade.

Quem usa smartphone em casa quer ter os mesmos recursos dentro dos carros, que deverão se preparar para isso.”

Qual é o futuro da conectividade nos automóveis?

Flávio Henrique Sakai: Não faz muito tempo, os grandes avanços eram a conexão Bluetooth, a tecnologia 2G e o rastreador de veículos. Hoje, caminhamos para a tecnologia 5G, que revolucionará ainda mais a conectividade no mundo automotivo.

O que a tecnologia 5G trará aos carros?

Sakai: Além de aumentar a velocidade da comunicação, ela dará um upgrade em todo o sistema de streaming. Downloads de arquivos que demoram três minutos levarão poucos segundos para acontecer. A interatividade com o meio externo também será aprimorada. Um pedestre distraído poderá ser avisado se está correndo risco de atropelamento.

Com o aperfeiçoamento das tecnologias de comunicação, os veículos poderão ter funções ainda mais úteis ao usuário?

Sakai: Sem dúvida. O carro será, por exemplo, um instrumento de pagamento. Ao parar ao lado de uma bomba de combustível ou em um drive thru, o “olhar digital” do carro reconhecerá o pagamento e debitará o valor da conta do proprietário.

A conectividade será, cada vez mais, fator de compra de um automóvel?

Sakai: Sim, desde que os carros acompanhem as tecnologias presentes na telefonia celular. Isso deverá acontecer, pois as centrais multimídia e os cockpits digitais adotam as mesmas famílias de processadores de smartphones mais modernos.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login