Connected Smart Cities

Foz do Iguaçu divulga edital para experimentar novas tecnologias

Empresas nacionais e internacionais poderão testar soluções no primeiro bairro inteligente do País

2 minutos, 35 segundos de leitura

14/07/2021

Foz do Iguaçu divulga edital para experimentar novas tecnologias
Fotos: Kiko Sierich/PTI

Idealizado e patrocinado pelo Parque Tecnológico Itaipu, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e Itaipu Binacional, o projeto Vila A Inteligente é considerado o primeiro bairro smart do País, sendo um importante instrumento para atrair novos investimentos ao mercado de smart cities.

Localizado em Foz do Iguaçu, ele tem como objetivo diversificar a economia da cidade, gerando novos empregos e resultando em melhor qualidade de vida aos cidadãos.

A partir do Decreto n° 28.244, publicado em 25 de junho de 2020, a Vila A Inteligente passou a contar com o programa SandBox, que regulamenta a testagem de inovações científicas e empreendedoras, em um ambiente real de tecnologias, em uma cidade inteligente.

Com base em um edital, empresas nacionais e internacionais poderão testar e validar suas soluções, sendo que o processo seletivo é dividido em quatro ciclos e ficará aberto durante dois anos. A cada semestre, seis empresas serão escolhidas para o início dos testes e criação de inovações voltadas para demandas reais da população.

O bairro contará com a instalação de câmeras de reconhecimento facial integradas à iluminação pública, pontos de ônibus e semáforos inteligentes, monitoramento de placas de veículos e implantação de uma Central de Controle de Operações.

De acordo com Rodrigo Regis, diretor de Negócios & Inovação do Parque Tecnológico Itaipu, “em cidades inteligentes, não há abundância de tecnologias, há abundância de boa condição de vida, prosperidade econômica e serviços públicos de qualidade, gerados por meio da inovação”.

Laboratório de soluções

“Queremos transformar nossa cidade num grande polo de inovação e, como o primeiro e maior SandBox do Brasil, queremos deixar um legado de referência em smart cities, com soluções locais a problemas globais”, destaca Regis.

Na última quarta-feira, 7 de julho, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu e a Itaipu Binacional, em parceria com o Connected Smart Cities & Mobility, a Copel e o Inmetro, promoveram o lançamento do edital “Smart Vitrine no Bairro Itaipu A”, responsável por selecionar as empresas que oferecem tecnologias voltadas para cidades inteligentes.

Os pretendentes devem propor soluções que busquem resolver problemas reais da população, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Além disso, é preciso garantir que elas possam ser testadas e implementadas no SandBox, de modo que as informações institucionais sejam protegidas contra vazamento de dados.

O projeto irá priorizar propostas que contribuam para o enfrentamento da pandemia da covid-19 ou a melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência (PCDs).

Segundo Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities, “a Vila A Inteligente é um laboratório importante, que permite avaliar a implantação de novas soluções e como isso, de fato, afeta a qualidade de vida da população”.

O tema está no contexto do evento nacional Connected Smart Cities & Mobility 2021, que acontece em setembro.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login