Ducati Scrambler Icon

Mais Detalhes
Preço a partir de R$ 56.990
Nota 4,1
Custo/benefício 4
Design 5
Consumo 3
Motor 4
Tecnologia 4
Conforto 4
Acabamento 5
Manutenção 4
Revenda 4

Mais um resgate do passado, a Ducati Scrambler Icon surgiu como “o modelo para concorrer com a Harley”. Por isso, ela tem uma enorme lista de acessórios tanto para a moto quanto para o cliente.

O nome é mais do que justificado porque se trata de um produto icônico com motor de 803cc, em V a 90º, arrefecido a ar, com o histórico cabeçote desmodrômico de duas válvulas por cilindro. 

Assim como a concorrente americana, a Ducati Scrambler Icon é “pura” na mecânica, com muita simplicidade. Tem apenas injeção eletrônica como tecnologia avançada. A potência de 73 cv a 8.250 rpm também não faz os corações palpitarem. O ponto alto do motor é mesmo o torque de 6,8 kgfm a 5.750 rpm. 

Estas características, aliadas ao câmbio de seis marchas, tornam o modelo italiano uma moto agradável de pilotar na cidade a na estrada. O banco largo e macio reforça essa vocação.

Freios ABS inteligente da Ducati na Scrambler Icon

Mesmo com o aspecto vintage e tecnologia simples, um dos destaques é o moderno sistema de freios ABS inteligente da Ducati, que identifica a moto em uma curva e distribui a frenagem de forma equilibrada. Funciona muito bem e aumenta bastante a segurança principalmente em estradas sinuosas.

O painel também tem aparência simples, mas é todo digital com informações importantes, como conta-giros, indicador de marcha, luz da reserva de gasolina e um computador que informa o consumo instantâneo. Aliás, o consumo não é dos melhores, por causa do motorzão. Ela registra a média de 20 km/l, para um tanque de 13,5 litros. 

Com visual inspirado nos anos 1960, mecânica simples e estilo único, a Ducati Scrambler Icon também agrada bastante o público feminino. Porém, é uma moto alta, com 790 mm de altura do banco ao solo. Em compensação, é leve, pesando só 170 kg.

Mais Detalhes
Preço a partir de R$ 56.990
Nota 4,1
Custo/benefício 4
Design 5
Consumo 3
Motor 4
Tecnologia 4
Conforto 4
Acabamento 5
Manutenção 4
Revenda 4
arrow-right Estilo
arrow-right Peso
arrow-right Desempenho
arrow-right Conforto
arrow-right Altura
arrow-right Pós-venda
Notí­cias Relacionadas
Ducati Panigale V4 S 2020 chega ao Brasil por quase R$ 130 mil

Ducati Panigale V4 S é apresentada por meio de live e inova com melhorias mecânicas e aerodinâmica retrabalhada herdada da MotoGP

10 tecnologias de ponta que já chegaram nas motos

Sistemas eletrônicos presentes nos carros de luxo também equipam diversos modelos de motocicletas. Conheça alguns deles

12 caminhos para uma cidade acessível

Os idosos representarão um quinto da população mundial até 2050, mas políticas para garantia de acesso à cidade ainda enfrentam obstáculos

A importância da educação como ferramenta de transformação para um trânsito mais seguro

Eeducar para o trânsito não se trata apenas de prevenir sinistros, mas também a trabalhar aspectos voltados à civilidade

BMW M 1000 RR é primeira moto da divisão M da marca alemã

Modelo baseado na S 1000 RR tem motor e aerodinâmica revisada pela divisão Motorsport; potência máxima chega a 212 cv

Concessionárias cedem máscaras e higienizam motos

Liberadas para funcionar quatro horas por dia desde 5 de junho, revendas adotam protocolos de higiene para receber clientes com segurança

Mobilidade ativa como meio de transporte em São Paulo

Modalidade tem potencial para melhorar indicadores urbanos e de qualidade de vida

Moto da Aston Martin e Brough Superior entra em testes

Aston Martin AMB 001 fez o primeiro teste de pista e será um modelo "de imagem" permitida apenas para as pistas

Motos conectadas

Conectividade é cada vez mais comum em modelos de 2 rodas e facilita a vida do piloto

Quer saber quanto vale sua bike?

Consulte abaixo