Voltar

Kawasaki Vulcan 650S

Mais Detalhes
Preço a partir de R$ 35.990
Nota 4,1
Custo/benefício 4
Design 4
Consumo 5
Motor 5
Tecnologia 4
Conforto 4
Acabamento 5
Manutenção 3
Revenda 3

O modelo custom mais acessível do mercado é a Kawasaki Vulcan 650S, um produto muito bem projetado, aproveitando o motor de dois cilindros paralelos e arrefecido a líquido, que também equipa outros modelos da marca. Esse motor, com potência de  61 cv a 7.500 rpm, tem caracteriza-se pela boa retomada de velocidade, além de economia.

Por ser uma moto relativamente leve (228 kg) e baixa (705 mm do assento ao solo), a Kawasaki Vulcan 650S é uma das motos preferidas das mulheres e pessoas de baixa estatura. O ponto alto é o conforto, com banco largo e generoso em espuma. Pode-se pilotar por horas seguidas sem cansar.

A Kawasaki Vulcan 650S só não é muito generosa com quem viaja atrás. Além de o banco ser pequeno e removível, a pedaleira de garupa fica muito elevada, obrigando a pessoa a manter as pernas muito encolhidas. É uma moto para solitários. 

Versatilidade da Kawasaki Vulcan 650S

Outra boa característica é a versatilidade da Kawasaki Vulcan 650S. Apesar do aspecto estradeiro e da grande distância entre-eixos (1,57 metros), ela se sai muito bem na cidade. O guidão é alto e largo, favorecendo as manobras em baixa velocidade.

Mas o verdadeiro habitat da Kawasaki Vulcan 650S é mesmo a rodovia. Com motor bem elástico e câmbio de seis marchas, a moto quase não precisa recorrer às reduções para uma ultrapassagem. A retomada de velocidade é bem linear e isso deixa o motor mais econômico, fazendo médias acima de 25 km/litro. 

Um dos elementos que contribui para o conforto na cidade e na estrada é a suspensão traseira monoamortecida, bem progressiva, que absorve muito dos impactos gerados por buracos e irregularidades.

Ela também vem equipada de série com freios ABS nas duas rodas e painel com o útil indicador digital de marcha. Tem ainda a opção Vulcan Café, com uma pequena carenagem de farol.

Mais Detalhes
Preço a partir de R$ 35.990
Nota 4,1
Custo/benefício 4
Design 4
Consumo 5
Motor 5
Tecnologia 4
Conforto 4
Acabamento 5
Manutenção 3
Revenda 3
arrow-right Conforto
arrow-right Suspensões
arrow-right Economia
arrow-right Garupa
arrow-right Pouco esterçamento do guidão
arrow-right Rede de assistência
Notí­cias Relacionadas
Kawasaki Z650 e Ninja 650 2021 chegam ao Brasil com novo visual e conectividade

Naked e esportiva com motor bicilíndrico de 650 cm³ chegam às lojas em novembro com preços a partir de R$ 37.490 e 39.990

Kawasaki Z900 2021 chega às lojas por R$ 47.990 com mais eletrônica

Z900 2021 agora tem modos de condução, controle de tração e modos de potência, preço de lote especial é de R$ 45.990

Kawasaki confirma participação no Salão Duas Rodas 2021

Depois da Harley-Davidson. fábrica japonesa é segunda marca a confirmar participação no evento deste ano

Kawasaki desenvolve primeira moto híbrida do mundo

Fábrica japonesa revelou que está testando moto capaz de alternar entre gasolina e eletricidade; modelo da Kawasaki também terá modo 100% elétrico

10 tecnologias de ponta que já chegaram nas motos

Sistemas eletrônicos presentes nos carros de luxo também equipam diversos modelos de motocicletas. Conheça alguns deles

Cinco modelos para evoluir no mundo das motos

Mais sofisticadas e potentes, conheça opções – entre R$ 23 mil e R$ 27 mil – para quem pretende “crescer” em duas rodas

Concessionárias cedem máscaras e higienizam motos

Liberadas para funcionar quatro horas por dia desde 5 de junho, revendas adotam protocolos de higiene para receber clientes com segurança

Marcas apelam para o emocional em séries especiais de motos

Versões exclusivas e comemorativas de modelos conhecidos têm feito sucesso entre os consumidores que desejam se diferenciar

Motos de trilha: conheça 5 modelos para se aventurar longe do asfalto

Feitas para o lazer em trilhas ou competições como ralis, motos off-road vieram para ficar. Conheça mais sobre modelos amadores e profissionais vendidos no Brasil

Motos do futuro serão conectadas e “inteligentes”

Internet das coisas, inteligência artificial e interface homem-máquina devem tornar as motocicletas mais seguras e também mais divertidas

Você também pode gostar de: