Meios de transporte

Venda de motos acumula alta de 9% nos quatro primeiros meses de 2021

Mesmo com fábricas paralisadas e concessionárias fechadas, entre janeiro e abril deste ano, foram vendidas 300.243 motocicletas

1 minuto, 9 segundos de leitura

06/05/2021

Por: Arthur Caldeira

concessionaria_de_motos
Só em abril, mercado registrou crescimento de 53% nas vendas, em comparação a março. Foto: Divulgação/Royal Enfield

Mesmo com paralisação nas fábricas em Manaus (AM) e restrições à abertura do showroom das concessionárias, devido ao agravamento da pandemia, o mercado de motos registrou aumento de 9,11% na venda de motos entre janeiro e abril de 2021, na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são da Fenabrave, federação que reúne os distribuidores de veículos do país.

O bom resultado no primeiro quadrimestre deste ano, quando foram emplacadas 300.243 motocicletas, foi também impulsionado pela alta expressiva nas vendas em abril. No mês passado, foram vendidas 94.696 unidades, alta de 52,03% na comparação com março.

Embora ainda enfrente falta de insumos e operem com turnos reduzidos em função das medidas sanitárias para prevenir a contaminação dos funcionários pelo novo coronavírus, a venda de motos se manteve aquecida.

OFERTAS 0KM

“O mercado de motocicletas continua aquecido e, em abril, houve uma boa regularização na produção, o que permitiu atender parte da demanda reprimida do segmento, em que pese ainda permaneçam problemas de abastecimento de peças e componentes, o que vem obrigando algumas fábricas a paralisarem seus turnos temporariamente. Vale ressaltar que, desde o início da pandemia, em 2020, as motocicletas vêm se consolidando como uma alternativa de transporte individual e de trabalho”, avalia o Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login