Buscando sugestões para:


Patrocinados

Estacionamentos podem ter papel relevante no desenvolvimento de cidades mais eficientes

Grupo Indigo, que trabalha para que essas estruturas urbanas se transformem em centros de conexão e de serviços, participou da conferência do Parque da Mobilidade Urbana 2022

2 minutos, 34 segundos de leitura

29/06/2022

Por: Estadão Blue Studio

CEO da Indigo no País, Thiago Piovesan, durante o painel “Como a mobilidade como um serviço está avançando no Brasil?”, no evento Parque da Mobilidade Urbana. Foto: Joel Silva/Estadão Blue Studio

Nascido há cinco décadas na França, o Grupo Indigo chegou ao Brasil com a missão de reinventar o conceito de estacionamento. A proposta é que essas áreas abandonem o status de meros “depósitos de carros” para que se tornem centros de serviços e hubs de conexão entre os diversos modais de transporte.

“Acreditamos que, com essa configuração, os estacionamentos podem ter um papel relevante para o desenvolvimento de cidades cada vez mais conectadas e eficientes”, disse o CEO da empresa no Brasil, Thiago Piovesan, durante o painel “Como a mobilidade como um serviço está avançando no Brasil?”, parte da programação do Parque da Mobilidade Urbana 2022, evento realizado entre 23 e 25 de junho no Memorial da América Latina, em São Paulo, numa parceria do Mobilidade Estadão com a plataforma Connected Smart Cities.

Desde que começou a atuar no Brasil, há seis anos, o Grupo Indigo já assumiu a gestão de mais de 200 estacionamentos, em 60 cidades, quase todos em locais de grande circulação de pessoas, como parques, shoppings, arenas esportivas, centros de eventos, aeroportos, hospitais e universidades.

Uma das marcas da empresa é a inovação nos formatos de negócio, por meio de parcerias que contribuem para diversificar o uso dos estacionamentos, a exemplo de conexão com outras modalidades de transporte – de bikes elétricas a carros compartilhados –, dark kitchens, atividades de lazer, serviços de entrega last mile, entre várias possibilidades.

Cada nova parceria é estabelecida em sintonia com o conceito de “cidade de 15 minutos”, que busca encurtar as distâncias nas metrópoles e facilitar o acesso a necessidades cotidianas, por meio da valorização e da reunião dos serviços locais numa mesma estrutura.

Visão estratégica

Com atuação em três continentes, a empresa administra mais de 2.700 estacionamentos em 10 países, totalizando 1,3 milhão de vagas. “Temos experiência em diversos mercados, o que nos permite buscar soluções e inovações que possam ser adaptadas às particularidades do Brasil”, descreveu Piovesan.

De acordo com o modelo adotado na França e em outros países em que a empresa atua, incluindo Espanha, Suíça, Canadá, Colômbia e China, a oferta de uma variedade de serviços e conexões nos estacionamentos propicia jornadas mais tranquilas para as pessoas, além de contribuir para o desenvolvimento de cidades mais inteligentes e agradáveis. Isso ocorre, por exemplo, por meio da instalação de estruturas subterrâneas, que comportam não apenas vagas de estacionamento, mas também a integração com outros modais e diversas opções de conveniência para os usuários.

Não por acaso, “criar espaços para uma cidade tranquila em movimento” é a declaração de propósito que não apenas orienta as ações diárias dos mais de 7 mil colaboradores do Grupo Indigo, como se transformou na visão estratégica de longo prazo da empresa. “Estamos abertos a parcerias dos mais diferentes tipos que se enquadrem nesse propósito”, concluiu o CEO no Brasil.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login